sábado, 3 de maio de 2014

1ª etapa de vacinação contra aftosa começa na segunda (05) em Quissamã


Começa na próxima segunda-feira, dia 05, em Quissamã, a 1ª etapa da vacinação do rebanho bovino contra a febreaftosa. Os criadores devem procurar o Núcleo de Defesa Animal da fiscalização Sanitária e agendar a vacinação. Todos tem que cumprir a obrigatoriedade da vacinação de seus rebanhos, que segue até 31 de maio.

A Prefeitura de Quissamã disponibilizará doação de até 100 doses da vacina por meio da secretaria de Agricultura e Pesca, para os criadores que possuem até 100 animais. Este ano, a meta da secretaria é vacinar 100% do rebanho bovino, patamar atingido no ano anterior apenas junto aos criadores que receberam doações da vacina, pois o índice geral atingiu 92% nesta primeira etapa. O objetivo é alcançar o percentual total dos animais de todas as idades.

Além da obrigatoriedade da vacinação contra a aftosa, os criadores que possuem novilhas de três a oito meses de vida, devem vacinar os animais contra a brucelose, principalmente, os que fornecem leite, caso contrário podem perder o fornecimento. Os produtores rurais adquirem a vacina, mas a secretaria de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca disponibiliza equipe com vacinadores e veterinários para dar suporte, serviço prestado durante todo o ano.

É importante ressaltar que a vacina contra brucelose, independente de campanha, deve ser feita por veterinário ou técnico treinado por se tratar de material que contém vírus vivo na composição, pois assim evita-se a aplicação inadequada e consequentemente, contaminação.

Quissamã possui hoje, cerca de 485 criadores cadastrados no Núcleo, e que são atendidos pelo município. Há oito anos Quissamã está com um índice de vacinação do seu rebanho, acima do esperado pelo estado que chega a 90%.

Todos os criadores devem cumprir os prazos de vacinação, bem como apresentar a comprovação do rebanho existente e o vacinado, pois os dados são lançados no Sistema Estadual de Defesa Agropecuária.

O secretário Jorge da Penha explicou que a vacinação garante a qualidade e cuidado com o rebanho. “É obrigação de quem cria bovinos e também, uma questão de saúde. Nós estamos à disposição de todos os criadores e prontos para dar o suporte necessário para o sucesso da imunização de todo o rebanho existente no município”, disse.

Assecom da Prefeitura de Quissamã

Aqui jaz, Alexandre Mocaiber.


Aqui jaz, Alexandre Mocaiber.

Caros amigos. Hoje eu soube que o ex-prefeito de Campos dos Goytacazes Alexandre Mocaiber estava concedendo entrevista ao programa “Entrevista Coletiva” apresentado pelo jornalista Felício de Souza.

Caso eu não tivesse ainda, dentro de mim, o sentimento da indignação não faria essa postagem. Não me refiro aos erros políticos e administrativos ocorridos na sua gestão que, se diga de passagem, foram comprovados, se assim não fosse não teríamos presenciado várias prisões e inúmeros processos judiciais.

Nessa época, quando o grupo liderado por Garotinho não estava no poder, Mocaiber foi esculachado, desmoralizado, ridicularizado e envergonhado por todos aqueles que hoje ele elogia. Alexandre foi ferido quase mortalmente no campo pessoal e a sua família, com todo o respeito a ela, sofreu junto a ele, com dor, muita dor.

A alternância de lado na política é natural, desde que você altere de posição motivada por ideias. O que é inadmissível é um homem, médico e chefe de família passar pelo que ele passou nas mãos de Garotinho e seu grupo e, em um flagrante desrespeito a si próprio, ir para a Rádio Diário, veículo que tantas vezes serviu para ecoar ataques a sua pessoa, para elogiar a Prefeita Rosinha ou simplesmente participar.

Inimigos que nos humilham nós NÃO convidamos para a nossa casa, NÃO apresentamos aos nossos entes queridos, NÃO sentam a nossa mesa, NÃO fazem parte de nossa vida, NÃO sabem de nossos segredos e NÃO existem para nós no campo espiritual. SÃO INIMIGOS!

Mocaiber poderia migrar para qualquer grupo político, inclusive o de Garotinho, só NÃO podia ter vendido a sua ALMA, essa sim, NUNCA mais irá se regenerar.

Senhor Alexandre Mocaiber, o escritor e ensaísta francês Joseph Joubert já dizia que a alma casta respira ar puro até nos lugares mais corrompidos.

Meus pêsames, agora, realmente você MORREU!

Cláudio Andrade.

MPF quer identificar responsáveis por interdições na BR-101, na altura do Parque Aeroporto

clique para ampliar

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou, nesta sexta-feira (2), um procedimento de investigação para identificar os responsáveis pelas interrupções nos quilômetros 54 e 57 da BR-101, altura do bairro Parque Aeroporto em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, neste período em que os rodoviários estão em greve.

De acordo com o documento, que foi encaminhado aos órgãos de imprensa da cidade de Campos, serão apurados crimes de dano ao patrimônio público e abuso de direito de pertubação da ordem pública.

Segundo o procurador da República Eduardo Santos de Oliveira, serão ouvidos nos próximos dias o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Cargas e Passageiros, Roberto Virgílio, o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Campos, José Maria Matias, e o presidente da associação ou organização dos moradores do bairro Aeroporto. Se identificados, os responsáveis podem pegar seis meses de detenção a três anos, além de pagamento de multa.

No documento, o procurador diz que “este direito de reunião não deve servir de fundamento a justificar a desobediência a outros princípios igualmente relevantes, como o da predominância do interesse público sobre o interesse particular, especialmente quando em jogo o direito de ir e vir da coletividade, ainda que momentaneamente".

G1.

Amperj emite nota de apoio ao promotor Marcelo Lessa



A Associação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (Amperj), considerando o teor da “Nota de Repúdio” emitida pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Campos dos Goytacazes (Setranspas) no dia 1º de maio, bem como atenta aos equívocos nela contidos relativamente à atuação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), vem a público afirmar apoio à conduta do Promotor de Justiça Marcelo Lessa Bastos e tecer alguns esclarecimentos.

A atuação da Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Campos dos Goytacazes, visando à garantia da continuidade da prestação do serviço público de transporte coletivo em Campos dos Goytacazes, como se infere da Portaria de instauração do Inquérito Civil n° 086/2014, está rigorosamente no âmbito de suas atribuições constitucionais e legais, como estabelecem o artigo 127 da Constituição Federal, o artigo 1º, inciso IV, da Lei 7.347/85 e a Lei 8.625/93, já que em razão do notório caos instalado nos últimos dias em Campos dos Goytacazes pela falta de transporte coletivo, cabia – como ainda cabe – ao Ministério Público atuar no sentido da defesa dos interesses coletivos locais, especialmente quanto ao direito dos cidadãos de receber a adequada prestação de serviços de transporte coletivo.

Cumpre à Amperj, por oportuno, acrescentar a informação de que, justamente em função da relevância e da natureza dos interesses difusos e coletivos da população indevidamente privada dos serviços de transporte coletivo, a atuação do Ministério Público no mencionado sentido não é inédita, havendo precedentes em outras regiões do país.

Para reafirmar a evidente legalidade da atuação da Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Campos dos Goytacazes, ressalta-se que no dia 1º de maio foi deferida pela Justiça Estadual medida cautelar visando à apreensão dos livros e relógios de ponto das empresas de ônibus locais, para a instrução do referido inquérito civil, salientando o Juiz prolator de tal decisão que tem total amparo legal a medida administrativa de ocupação temporária dos ônibus decorrente de recomendação da Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Campos dos Goytacazes: “A situação do município de Campos dos Goytacazes é alarmante, pois a população está privada do transporte público. A atitude do Município, embora drástica, encontra respaldo legal na lei 8987/95”.

A atuação do Ministério Público, portanto, independentemente da eventual existência de legítimos interesses trabalhistas, está pautada pela legalidade e legitimidade de seus atos, sendo, assim, a verdadeira defesa do Estado Democrático de Direito, na medida em que se destina a garantir os direitos da população na prestação de relevantes serviços públicos.


Rio de Janeiro, 2 de maio de 2014

Luciano Oliveira Mattos de Souza

Presidente da Amperj

Fonte: "Eu penso que" de Ricardo André e "Opiniões" de Aluysio Abreu

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Rosinha passa o poder de FATO ao MP



A atuação do MP, nesse caso é correta. Funcionário que assina ponto estando em GREVE deve ser punido. Porém, é duro ver Rosinha, uma ex-governadora ficar escorada no MP, ao invés de tomar as rédeas da situação.

Há questões legais, ok, mas há outras de ordem administrativa que só ela, como autoridade maior do município deveria resolver. Pior, tem vereador jogando para galera e parabenizando a Prefeita pelo fato de as catracas dos ônibus estarem liberadas.

Ora, isso é o mínimo.

Ainda bem que dentro da administração pública de Campos quem assina ponto trabalha. Já pensou se tivésemos funcionários assinando ponto sem comparecer ao serviço? Teríamos uma fila indiana rumo à delegacia.

#poxarosinha

Cláudio Andrade.

MP detém empresários de ônibus após descobrir irregularidades


Sete donos de empresas de ônibus de Campos foram detidos após a constatação de que documentos - como folhas de pontos encontradas e assinadas por funcionários que estão em greve - continham irregularidades trabalhistas.

Uma coletiva de imprensa foi convocada na noite desta sexta-feira (2 de maio) na sede do Ministério Público Estadual para divulgar o balanço do cumprimento de mandados de prisão, busca e apreensão nas empresas de ônibus de Campos.

De acordo com o promotor de justiça Marcelo Lessa, eles vão responder por organização de crime ao trabalho e contra segurança dos meios de transportes. A pena para esse tipo de crime pode chegar a até quatro anos. “Se os funcionários não estão trabalhando, eles não podem assinar pontos. Isso é contra a lei”, explicou.

Além disso, foram encontradas nas empresas São João, São Salvador, Turisguá e Conquistense notificações do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Cargas e Passageiros de Campos dos Goytacazes (SINTRANSCAMPOS) de que estas deveriam garantir 30% da frota em circulação.

O promotor disse que o documento comprova que o sindicato cumpriu seu papel em notificar as empresas e que - por algum motivo - elas ignoraram a determinação. “Ainda estamos investigando o que levou a essa greve, mas já posso afirmar que ela é ilegal e não vamos medir esforços para penalizar os criminosos”, afirmou.

Terceira Via.

Espaço Aberto, com Roberto Henriques, amanhã, na Continental


Dilma cogita dar cargo a Lula em campanha eleitoral


Jornal Folha de S. Paulo revela na edição desta sexta-feira que a presidente Dilma Rousseff avalia convidar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para assumir a função de coordenador formal de sua campanha à reeleição. Segundo a publicação, essa seria uma tentativa para abafar o movimento “volta, Lula”, que surgiu nas últimas semanas.

Segundo interlocutores de Lula e Dilma, a ideia é discutida há semanas na coordenação de campanha e é vista como uma forma de atenuar o coro que pede a volta de Lula ao poder. Existe a expectativa de que auxiliares do Planalto de que Dilma e Lula conversem hoje antes do encontro nacional do PT, em São Paulo.

Auxiliares de Dilma acreditam que, ao assumir um cargo formal, Lula mostrará claramente seu empenho para eleger sua sucessora.

Folha de São Paulo

O MP e a posição de Rosinha


Foi preciso o Ministério Público intervir para que ônibus voltassem a circular a fim de atender a uma massa populacional que estava sendo prejudicada com a greve dos rodoviários em Campos dos Goytacazes.

A atuação do órgão ministerial levou a greve para o seu patamar de legitimidade, garantindo aos usuários de transporte público ao menos o mínimo de prestação de serviço.

Por outro lado, essa solução temporária não pode servir de “cortina de fumaça” para isentar a prefeita de Campos de suas responsabilidades, lembrando que as linhas de ônibus são do município e não dos empresários do ramo de transporte.

Isso! Autorizar, conceder ou permitir os serviços referentes ao transporte rodoviário é de competência exclusiva da autoridade administrativa.

A situação que os munícipes de nossa cidade presenciam é fruto de uma acomodação dos últimos chefes de Executivo com as empresas que atuam em Campos, não devendo ser excluída a prefeita Rosinha.

Os problemas relacionados à má remuneração é questão de ordem financeira, mas o caos não. Claro que não!

Rosinha, atual prefeita, já poderia ter se reunido com os empresários e funcionários para que a situação não chegasse ao patamar em que se encontra.

A atuação do Ministério Público é louvável, mas sinaliza a resistência do nosso Governo Municipal em negociar. Não acreditando na evolução dos procedimentos grevistas, a ex-governadora expôs a comunidade a riscos e isso é grave.

Os usuários, principalmente os residentes em locais mais longínquos do centro da cidade, ficaram à mercê das vans e de carros particulares que faziam lotadas inusitadas. Isso além do preço majorado - uns passando de R$ 4 para R$ 20 – e os usuários sendo reféns de aproveitadores.

Todos esses desgastes não podem ser considerados um mero aborrecimento casual. Somos contribuintes e qualquer dano - seja à nossa imagem ou ao nosso físico bem como aqueles de ordem financeira - não pode ser aceito.

Diversos cidadãos deixaram de ir ao trabalho, pois não havia condução - em que pese o nosso dinheiro financiar os transportes públicos. Logo, inaceitável a morosidade da chefe do Executivo municipal em estancar a sangria problemática antes do ‘estouro da boiada’.

O momento é de posição. O MP fez o seu papel, mas não podemos aceitar que necessitaremos sempre de órgãos fiscalizadores para que a ordem seja restabelecida.

Os rodoviários, em que pesem suas legítimas reeinvidicações, precisam ser orientados de forma profissional e os empresários chamados à responsabilidade.

Caso o discurso dos agentes públicos da prefeita Rosinha esteja correto, no que tange à sua cota de responsabilidade, a situação da greve dos rodoviários é SIMPLES de ser resolvida.

Partindo-se do princípio de que as linhas de ônibus não são das empresas e sim, do Poder Público, basta que o ente federativo retire dessas empresas o direito de prestarem o serviço.

Nessa linha, o Governo municipal deve chamar, em caráter emergencial, outras empresas e retirar o poder que alguns políticos possuem sobre essas prestadoras.

E que se pare de sonhar - para o próximo pleito eleitoral - com o dinheiro dos empresários cujas empresas prestam serviço público, porque o capital público é nosso.

Cláudio Andrade.

quinta-feira, 1 de maio de 2014

MP coloca ônibus na rua e Rosinha libera catracas

Silvana Rust

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, com apoio da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e de órgãos públicos municipais, começou uma operação no início da noite desta quarta-feira (30). O objetivo é cumprir a lei e colocar 30% da frota em circulação a partir de quinta-feira (1º de maio).

A diligência está acontecendo nas doze garagens das empresas de Campos. Na empresa São João, dezessete ônibus foram retirados e outros seis na Rogil. Os rodoviários resistiram à ação e houve confusão. Esses veículos retirados nas garagens das empresas pelo Ministério Público estão sendo levados para o antigo pátio da Ceasa, em Guarus, e serão conduzidos por motoristas da Prefeitura de Campos.

Após a retirada dos coletivos das empresas, as autoridades responsáveis pela ação fizeram uma coletiva de imprensa no Ministério Público para esclarecer o ato.

O promotor de Tutela Coletiva, Marcelo Lessa, que conduziu a operação com apoio de 100 policiais militares, disse que não vai medir esforços para cumprir a lei.



“Não podemos admitir que a população seja prejudicada, porque os rodoviários não querem cumprir a lei. Por causa da greve, as pessoas estão há cinco dias sem coletivos circulando na cidade e isso não é justo”, explicou.

A prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, informou que a partir desta quinta-feira (1º de maio) os coletivos vão estar circulando nas ruas de forma gradativa.


“Não vamos colocar motoristas de ambulância como foi dito por rodoviários em frente às empresas de ônibus. Vamos colocar pessoas capacitadas e que tenham na carteira de habilitação a categoria D. Os ônibus vão circular nos bairros mais distantes do centro da cidade e sem nenhum custo à população, ou seja, de graça até que isso seja resolvido”, afirmou.

Terceira Via

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Educação em SJB promove reunião com diretores‏


Encontro teve entre os objetivos avaliar o cumprimento de metas e diretrizes

A secretaria de Educação e Cultura de São João da Barra reuniu os diretores da rede municipal na manhã desta quarta-feira, 30, no Auditório Municipal. O objetivo do encontro, que é realizado mensalmente, é avaliar o cumprimento de diretrizes e metas, ouvir as necessidades da escola e trocar experiência entre os gestores.

— Este é um momento nosso, da secretaria com as escolas. A gente é uma rede, nosso trabalho está entrelaçado. Vamos continuar a nos encontrar todos os meses — afirmou a secretária de Educação e Cultura, Leide Cristina Soares Fernandes.

Os diretores aproveitaram o encontro para esclarecer assuntos relacionados à contratação temporária. Professores e equipe técnica foram admitidos mediante Processo Seletivo Simplificado. A convocação já foi divulgada e os profissionais já começam a atuar nesta segunda-feira (5). A equipe de supervisão de Ensino alertou aos diretores quanto aos critérios para escolha de turma, que deve respeitar a classificação final do Processo Seletivo.

O encontro tratou também de diversos projetos desenvolvidos nas unidades escolares, como o “Mais Educação”, a “Avaliação Nacional de Alfabetização” e do projeto “Africanidade”, desenvolvido neste primeiro semestre e que terá a culminância neste mês.

Merenda Escolar

O tema do último encontro da secretaria com os diretores, no dia 7 de abril, que contou com a presença do prefeito José Amaro de Souza Neco foi a merenda escolar. Segundo os gestores escolares, desde o início do ano alguns itens da merenda estavam em escassez nas unidades, como era o caso da carne que chegava com atraso. Na oportunidade, Neco se comprometeu em melhorar o serviço.

Mesmo não constando na pauta da reunião desta quarta, a secretária Leide Cristina perguntou aos diretores se a merenda agora atendia bem às escolas. Os gestores foram unânimes ao afirmarem que está bem melhor. Somente os diretores das creches questionaram a falta de alguns suplementos, mas disseram que já receberam a informação que a reposição acontecerá em breve.

Assecom da Prefeitura de SJB

Quissamã inaugura exposição fotográfica em comemoração ao aniversário do Parque de Jurubatiba


Na tarde da última terça-feira (29), foi inaugurada no Museu Casa Quissamã a Exposição “Por Rômulo Campos - Encantos de Jurubatiba”. A mostra organizada pela Coordenadoria Municipal de Cultura e Turismo, reúne fotografias que representam a exuberância da vida nativa do Parna ao longo dos anos.

A exposição que foi idealizada para comemorar o aniversário do Parque Nacional da Restinga de Jurubatiba, faz uma nova leitura às paisagens que acompanham as variações das estações do ano. A natureza se encarrega de transformar o mesmo local com pitorescas nuances conforme a época, de forma surpreendente.

“O evento foi montado com a intenção de mostrar aos visitantes as belezas das nuances de Jurubatiba. Ambientamos o espaço para tentar transportar um pouco do encanto do parque para o museu e pela surpresa das pessoas, parece que conseguimos”, declarou a Coordenadora de Cultura e Turismo, Marta Medeiros.

Romulo Campos é jornalista e fotógrafo especialista em registrar aves, fauna e flora da região Norte Fluminense.“Fizemos uma homenagem em dose dupla. A exposição está comemorando tanto o aniversário do Parque de Jurubatiba, quanto o do Romulo Campos, esse fotografo que registra as belezas do parna com tanta propriedade”, disse Marta.

Estiveram presentes na inauguração os subsecretários de Educação Regina Magno, de Governo Valdeí dos Santos e de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca, Luiz Geraldo de Paula, a escritora Helianna Barcellos de Oliveira, os vereadores Marcelo Batista, Isabel Pessanha, Luiz Carlos Fonseca e Marcos da Silva.

Os artistas Maycon Elioberto e Mário Evangelista, também fizeram questão de comparecer ao evento e falaram sobre a instalação da peça " O Pescador", exposta no jardim. A mostra seguirá até o dia 11 de maio, ocupando o salão nobre do Museu Casa Quissamã.

Assecom da Prefeitura de Quissamã

Pezão sanciona projeto Roberto Henriques e Ponte em São Fidélis vai se chamar "Vereador Pedro Hespanhol"



Foi sancionado pelo governador do estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, o projeto de lei do deputado estadual Roberto Henriques que atribui a denominação de vereador Pedro Hespanhol à Ponte sobre o Rio Paraíba do Sul, também chamada de ponte da “Rodoviária”, no município de São Fidélis. A sanção foi publicada no Diário Oficial do Poder Executivo do Estado do Rio de Janeiro de hoje (30/04).

Assecom do parlamentar.

Veja fala dos ex-amigos do Garotinho


Mais um indício de como será pesada a campanha para o governo do Rio de Janeiro. Neinha Freitas, ex-assessora de altíssima confiança do casal Anthony e Rosinha Garotinho durante anos, vai se engajar na campanha de Luiz Fernando Pezão. Neinha chegou a se candidatar a deputada estadual pelo PT em 2010.

Não é a primeira vez que um aliado da família vira a casaca. No ano passado, Nelson Nahim Maheus de Oliveira, irmão de Garotinho, foi nomeado por Sérgio Cabral para a presidência da Fundação Estadual do Norte Fluminense.

Radar on line (Veja)

Chefe da Guarda Municipal ameaça dar voz de prisão aos manifestantes


Durante a manifestação dos rodoviários, que ganhou força com a chegada dos profissionais do HGG e HFM, nesta quarta-feira (30 de abril), o comandante da Guarda Civil Municipal, Francisco Melo, ameaçou dar voz de prisão a todos os manifestantes, já que eles estavam bloqueando as duas entradas da prefeitura de Campos.

Porém, o grupo não se intimidou e continou impedindo a entrada dos funcionários. Não há viaturas suficientes da Polícia Militar para que os manifestantes sejam levados para a delegacia, caso o comandante cumpra o que prometeu.

Os manifestantes disseram que só vão sair do local, depois que forem atendidos por um representante do poder municipal.

De acordo com o rodoviário Tiago Pacheco, os manifestantes não estão com medo de serem presos, pois são trabalhadores que estão, de forma pacífica, reivindicando os seus direitos. “Isso é um absurdo! Se eles acharam que iam nos intimidar, se enganaram. Vamos continuar bloqueandoas entradas da prefeitura”, disse.


Depois de pelo menos duas horas de manifestação, o secretário de Comunicação Social, Mauro Silva, conversou com alguns rodoviártios na entrada da prefeitura. Ele informou que vai fazer uma reunião de emergência com um representante de cada empresa e todo o staff do governo. "Mais do que ninguém, a prefeita Rosinha Garotinho, que resolver esse problema. Vamos nos reunir com a procuradoria, a presidência do IMTT e representantes das empresas para resolver definitivamente as reclamações", disse.


Funcionários de sete empresas participam das manifestações.

Terceira Via.

Dia do Trabalhador com Saúde, Esporte e Lazer em Quissamã


A prefeitura de Quissamã, por meio da secretaria de Esporte e Lazer, preparou uma série de ações para celebrar o Dia do Trabalho, comemorado mundialmente no dia 1º de maio. Nesta quinta-feira, o início das atividades para os trabalhadores e seus familiares está previsto para às 8h, no Parque Aquático, com o Aulão de Hidroginástica, que será comandado pela professora Taís Peçanha.

Também às 8h, no Parque de Exposição, será disputado um torneio de futebol society, com 16 equipes, e jogos de vôlei. Para às crianças, serão desenvolvidas ações recreativas como futebol de sabão, jogos de tabuleiro, ping-pong e cama elástica. Para animar ainda mais a manhã, um show de pagode vai encerrar as atividades.

De acordo com o secretário de Esportes, Edi da Silva, a ideia é promover a integração dos trabalhadores de variados setores do município. “Idealizamos uma programação para ser aproveitada por todos os trabalhadores de Quissamã e suas famílias”, disse.

Durante todo o evento no Parque de Exposição, a secretaria de Saúde vai promover ações de divulgação dos programas desenvolvidos no município, num stand onde o público pode também aferir a pressão arterial, fazer teste de glicemia, além de acesso a material informativo e preservativos.

Assecom da Prefeitura de Quissamã

Rejeição de Dilma chega a 43.1%



O clima de perplexidade e desorientação tomou conta na terça-feira do PT e dos partidos da base aliada com a divulgação da pesquisa CNT/MDA que confirmou a tendência acelerada de queda da aprovação e de intenções de voto da presidente Dilma Rousseff. Pela primeira vez, a pesquisa aponta para a possibilidade de realização de um segundo turno nas eleições de outubro.

Os analistas ressaltaram que a rejeição a Dilma chegou aos 43,1% e que ela foi afetada pelo escândalo da Petrobras. E o pior: para os articuladores petistas, não há uma saída à vista. Nada do que foi feito na área de comunicação e lançamento de programas estancou a queda. E até mesmo a substituição do nome de Dilma pelo do ex-presidente Lula poderia ser eleitoralmente desastrosa.

Dilma também perdeu popularidade, tanto na avaliação do seu governo como na de seu desempenho pessoal. Segundo a pesquisa CNT/MDA, Dilma ainda venceria os adversários Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) num segundo turno, mas vem perdendo votos continuamente. E o auge da crise da Petrobras ainda está por vir, com a instalação da CPI que investigará a estatal e terá o governo como alvo.

O Globo.


Dias Toffoli anula decisão do TRE/RJ que condenou Garotinho e Rosinha



O deputado federal e sua esposa, prefeita de Campos dos Goytacazes,tiveram uma condenação anulada, nesta terça-feira, pelo ministro Dias Toffoli. A causa do processo envolvendo o casal foi uma entrevista na rádio O Diário, em Campos dos Goytacazes, em 2008.

Garotinho comenta em seu blog:

"Sempre afirmei que era uma covardia a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE) de condenar a mim e a Rosinha por uma simples entrevista de rádio feita em 2008. Tudo sempre foi uma perseguição. Agora à noite, o ministro Dias Toffoli, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), anulou a decisão do TRE que havia condenado a mim e a Rosinha, terminando de vez com qualquer dúvida sobre quem estava com a verdade neste caso".

Anthony Garotinho.

terça-feira, 29 de abril de 2014

Deputada diz que só ex-ministro tem TV e micro-ondas dentro da cadeia.


A deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) disse que Dirceu recebe tratamento diferenciado, em uma cela com televisão e micro-ondas, condição distinta, segundo ela, da de outros presos. "Conheci celas em várias unidades aqui [na penitenciária da Papuda] e as que a gente viu hoje lá em cima são celas horrorosas se comparadas à cela dele. A cela dele é iluminada, ampla, o tipo de material do beliche é diferente, tem televisão, tem micro-ondas. E não são todas as celas – é a única cela desse jeito", declarou.

Segundo Arnaldo Jordy (PPS-PA), Dirceu assistia ao jogo entre Bayern de Munique e Real Madrid no momento em que os deputados chegaram à cela. “A televisão estava ligada, e oJosé Dirceu estava assistindo, inclusive, ao jogo. Eu não estou dizendo que isso está errado. Eu estou dizendo que todos os outros presos deviam ter o mesmo tratamento”, afirmou.

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal negou que Dirceu tenha privilégios. Segundo a secretaria, eletrodomésticos levados por familiares são direito de presos com bom comportamento.

O deputado Nilmário Miranda afirmou que não há justificativa para que o ex-ministro permaneça sem permissão para trabalho fora do presídio.

“Não há nenhuma situação que o impeça de cumprir o trabalho externo. Não há nenhum privilégio que possa ser usado para dizer que ele tem alguma falta grave, que é o que nós tínhamos que investigar aqui”, disse Miranda.

Outros dois deputados da comissão também avaliaram que a cela ocupada por Dirceu não caracteriza privilégio.

G1.

Polêmica com nitroglicerina na 3ª Via TV


O professor e ex-presidente da extinta Fundação Municipal Trianon, João Vicente Alvarenga denuncia irregularidades na Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima e no Teatro Trianon – de onde foi exonerado há quatro meses.

Segundo ele, a contratação de bandas locais seria determinada pela presidente da fundação, Patrícia Cordeiro. Ele sugere ainda que exista uma relação de cumplicidade entre a prefeita Rosinha Garotinho e Patrícia Cordeiro, uma blindagem que é um mistério para o denunciante.

É nitroglicerina pura, nesta terça-feira, às 22h30, na 3ª Via TV. A apresentação é de Cláudio Andrade.

Terceira Via

Inscrições para cursos na área de Gestão e Negócios‏ em SJB


O Centro de Educação Tecnológica e Profissionalizante (Cetep-Faetec) de São João da Barra está com inscrições abertas para três modalidades de cursos profissionalizantes na área de Gestão e Negócios, voltados para o mercado de trabalho que cresce no município. As inscrições devem ser feitas através do site da Faetec (www.faetec.rj.gov.br) ou na sede do Cetep, localizada no Ciep Gladys Teixeira, 2º andar, das 8h às 19h, até o dia 11 de maio.

Ao todo são 150 vagas, sendo 60 para Auxiliar Administrativo, 60 para Auxiliar de Recursos Humanos e 30 para Recepcionista. Os cursos têm duração de três meses e são oferecidos para pessoas com idade mínima de 18 anos e com o 2º ano do ensino médio completo.

Devido a grande procura, as inscrições são consideradas pré-matrículas. No dia 13 de maio acontece um sorteio eletrônico e a partir do dia 14, o sorteado deve comparecer à sede do Cetep para efetuar sua matrícula definitiva.

Assecom da Prefeitura de SJB

Mais de 400 alunos participam do Projeto Driblando Barreiras em Quissamã


Alunos do Colégio Estadual Visconde de Quissamã, Escola Municipal Tânia Regina Paula, Colégio Cenecista N. S. do Desterro e CIEP Municipalizado 465, participaram na tarde desta terça-feira (29), do projeto Driblando Barreiras, uma parceria entre a secretaria de Esporte e Lazer com o SESC - Campos. O evento ocorreu no Tattersal e o palestrante foi o ex-BBB e atual tetracampeão mundial de paracanoagem, Fernando Fernandes. O atleta contou os momentos delicados que precisou superar após sofrer um acidente automobilístico, quando perdeu o movimento das pernas.

No começo da palestra foram exibidas fotos e um documentário com alguns relatos da vida do atleta antes do “fatídico” acidente em julho de 2009. Fernando contou que sempre praticou esportes e enquanto foi possível, tentou conciliar com a carreira de modelo, mas em função do retorno financeiro que a profissão proporcionava, acabou optando por modelar. Após o acidente, ele precisou abandonar as passarelas e resolveu dedicar-se totalmente ao esporte.
Outros vídeos de superação foram exibidos no decorrer da palestra. 

Os alunos puderam conhecer a satisfação das vitórias que Fernando conquistou após precisar conviver com a limitação do corpo. “Assim que me dei conta da minha real situação pensei: se o esporte me trouxe aqui, ele vai me tirar também. Eu tive uma nova chance de recomeçar fazendo aquilo que mais amo, praticando esporte. Para mim foi o início de uma nova vida. Aprendi que a mente domina o corpo e foi preciso ter muita força no período de reabilitação”, disse.

O Secretário de Esporte e Lazer do município, Edi da Silva, também participou do evento e enalteceu a importância de uma pessoa pública compartilhar as suas experiências de vida. “O esporte é capaz de disciplinar o corpo e a mente. Tenho certeza que todos aqui vão guardar a mensagem que o Fernando passou, pois são de histórias de luta e sem o seu esforço, não seria possível sair vencedor”.

Fernando está engajado nos treinos visando as Paraolimpíadas Rio 2016. Ele não deixa de praticar, é claro, aquilo que lhe deu força após o acidente e segue se aventurando por aí. Atualmente, ele também se dedica a incentivar pessoas com o mesmo problema a seguir em frente e não desistir dos seus sonhos. O atleta ainda arrumou tempo para escrever um livro em parceria com um dos editores da Revista Rolling Stones que ainda não tem data para ser lançado.

Assecom da Prefeitura de Quissamã

TJ/RJ mantém a cassação de Álvaro Lins, o amigo do Garotinho


Em sessão realizada nesta segunda-feira, dia 28, o Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado Rio de Janeiro negou, por maioria de votos, pedido do ex-deputado estadual Álvaro Lins para anular a sua cassação. Ele foi cassado em 2008, após a instauração de processo ético-disciplinar da Assembleia Legislativa do Rio.

No mandado de segurança, o ex-deputado alegou cerceamento de defesa, composição irregular do Conselho de Ética e ilegalidade da representação que deflagrou o processo ético disciplinar. Segundo ele, não houve a proporcionalidade partidária na formação do conselho.

O relator do processo, desembargador Milton Fernandes de Souza, rejeitou os argumentos do deputado. Em seu voto, o magistrado destacou que Álvaro Lins foi devidamente certificado de todas as fases do processo, teve oportunidades para exercer sua defesa e total acesso aos autos.

As informações são do jornalista Ricardo André. (Eu penso que)

Após ataques, Pezão pede apoio a ministro da Justiça para transferir traficante Piná


Após o ataque a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Avenida Itaoca, no Complexo do Alemão, o governador Luiz Fernando Pezão divulgou uma nota em que afirma que não irá tolerar ataques e atos violentos, ou qualquer tentativa de desestabilizar o processo de pacificação de comunidades. Pezão informou que entrou em contato com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e com a presidente do Tribunal de Justiça do Rio, desembargadora Leila Mariano, para solicitar apoio ao pedido de transferência de Bruno Eduardo Da Silva Procópio, o Piná, para um presídio federal.

O Globo.

Prefeito de Quissamã recebe representantes da associação de moradores do bairro Mathias


Na manhã desta terça-feira (29), o prefeito de Quissamã, Octávio Carneiro, acompanhado pelo secretário de Obras, Junio Selem, abriu as portas de seu gabinete para ouvir reivindicações dos moradores, desta vez, do bairro Mathias.

O presidente da associação de moradores, Irival Cunha da Fonseca, e o vice Jorge Damasceno apresentaram um ofício com diversas solicitações de melhorias para o bairro, dentre elas, a construção de quebra-molas, abrigo nos pontos de ônibus e reforma de espaços da praça.

Na ocasião, o prefeito anunciou para os representantes da associação que o edital de licitação para reforma geral da praça já será divulgado na próxima semana e apresentou o projeto aos dois, que inclui instalação de campo com grama sintética, construção de skate park e pista de caminhada, troca de areia da quadra, reforma dos dois quiosques, remodelação do playground, revitalização dos alambrados e de toda a iluminação, pintura e paisagismo. Além dos pedidos feitos no ofício, também foram pontuadas: a complementação de obras de saneamento e calcetamento na parte final do Beco José Manoel de Barcelos.

Irival e Jorge ressaltaram a importância da parceria com o poder público. “Acreditamos que só através dessa união é que poderemos conquistar as melhorias que desejamos para o Mathias porque facilita nosso trabalho e beneficia a população. Nós fomos bem recebidos e o prefeito Octávio Carneiro disse que nossas solicitações são pertinentes e ações serão destinadas ao bairro”, relataram.

O secretário Junio Selem destacou que a partir da apresentação do ofício foi possível saber melhor as necessidades dos moradores. “A vinda deles aqui para apresentar as reivindicações facilita o nosso atendimento e assim promovemos a melhoria da qualidade de vida para o cidadão”, disse.

Octávio reiterou que está sempre disposto a ouvir os anseios da comunidade. “Essa integração da comunidade conosco é muito importante porque ajuda a pautar nossas ações e atender melhor a população, pois as demandas são relacionadas por quem vivencia o cotidiano do bairro e assim conhece melhor suas necessidades”, pontuou o prefeito.

Assecom da Prefeitura de Quissamã

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Domingo de esporte na festa de Nossa Senhora da Penha‏ em SJB


A programação esportiva sempre foi um dos pontos altos da festa da em homenagem à Padroeira Nossa Senhora de Penha, da Praia de Atafona. E no domingo, 27, no circuito de rua da Avenina Profª Carmelita Moraes Nascif, aconteceu mais uma edição da corrida rústica e da prova ciclística da Padroeira.

Na corrida rústica a categoria Local Feminino teve como vencedora Regina Amaral. Já na categoria Elite Masculino a vitória foi de Fabiano, com Roberto em segundo e Luís Claudio em terceiro lugar. Na categoria Elite Feminino, vitória de Mirlene e Vera ficou com a segunda colocação, já na categoria Local Masculino, Paulo Sérgio “Tiriri” ficou em primeiro lugar, seguido de Luís Carlos em segundo e Naninho na terceira colocação

Sanjoanense João Carlos venceu na categoria Máster A

Contando com a participação de quase 30 ciclistas de diferentes cidades do Estado, fechando a programação esportiva, a prova ciclística da festa, que foi dividida em quatro categorias (Montain Bike, Máster A, Máster B e Elite) reservou grandes emoções ao público.

Na categoria Montain Bike vitória de Fabiano Mota, seguido de Lucas Leandro em segundo e Gustavo Araújo em terceiro.

Na categoria Máster A, destaque para o excelente desempenho do sanjoanense João Carlos, que venceu a prova na volta final, seguido por Fabio Barboza em segundo, Pablo Barra em terceiro, e os sanjoanenses,Thiago Mota em quarto e Victor Ramos em quinto.

Na categoria Máster B quem venceu foi Afonso Celso, com Marcos Landislau em segundo, Fábio Lemos em terceiro, Rubervando Morais em quarto e Claumir Mota na quinta colocação.

A Categoria Elite encerrou a manhã esportiva da Festa de Nossa Senhora da Penha, com a vitória de Gustavo Araújo, seguido de Fabiano Mota em segundo, João Marcos em terceiro, do sanjoanense João Carlos em quarto e Izael Nunes em quinto.

As informações são da Assecom da Prefeitura de SJB

Driblando Barreira” recebe atleta paraolímpico e ex-BBB Fernando Fernandes em Quissamã


“Estudantes de Quissamã vão conhecer um pouco da trajetória do atleta”

Nesta terça-feira (29) acontece mais uma edição do projeto “Driblando Barreiras”. O evento é uma parceria da secretaria de Esporte e Lazer com o Sesc-Campos. Na oportunidade, Quissamã vai receber o atleta paraolímpico e ex-BBB Fernando Fernandes, detentor de vários títulos mundiais de canoagem,
a partir das 14h, no Tattersal do Parque de Exposições. No encontro, os estudantes vão conhecer um pouco da trajetória do atleta no esporte que mudou sua vida.

Um acidente de carro, em 2009, interrompeu a trajetória em ascensão do modelo e ex-BBB. Depois de dormir no volante voltando de uma partida de futebol, ele acordou no hospital e recebeu a sentença que mudaria a sua vida: uma lesão na medula espinhal havia tirado o movimento de suas pernas.
Em vez de se esconder da nova realidade, Fernando buscou no esporte forças para encará-la de frente.

“Cada esporte que eu conquisto é uma vitória grande. Não dá para dizer qual é a maior, mas cada vez vou mais me encontrando com meu eu, com o Fernando antigo que fazia tudo. É a canoagem que me alimenta”, relatou o atleta em uma de suas palestres com jovens.

Assecom da Prefeitura de Quissamã

Suledil Bernardino quer saber em que lado você está

Boa Tarde!

Os oportunistas de plantão que participaram de governos que nos antecederam estão tentando denegrir a imagem do Governo Rosinha Garotinho. Por isso, precisamos mobilizar os nossos companheiros para um grande Encontro a ser realizado pelo Partido da República.

Dia: 05/05/2014 (segunda-feira)
Horas: 18:00 hs
Local: Automóvel Clube Fluminense (entrada pela Rua Sacramento)

Esse Encontro tem como finalidade definir de que lado você está? Do lado daqueles que jogaram na lama nossa cidade, onde UM CAMBURÃO AÉREO da Polícia Federal precisou vir a Campos prender a quadrilha que sangrava os recursos públicos para uma meia dúzia de oportunistas e que hoje posam de “bons(as) moços(as)” – gente que macularam suas mãos ao lado da corrupção e do atraso. Ou do lado de um Governo que pôs a cidade a limpo, onde tivemos todas as nossas contas aprovadas pelo TCE e pela Câmara Municipal e inclusive fomos nós que criamos o Portal da Transparência, onde cada cidadão sabe quem recebe e quanto recebe de recursos públicos da Prefeitura.

Atenciosamente,

Suledil Bernardino

O desabafo de um guarda Municipal de Campos


Ontem, no programa de rádio “Conexão Cláudio Andrade”, recebi a visita do guarda municipal -Silas da Costa Monteiro - que nos pôs a par do quadro fático da Guarda Municipal de Campos em que pese fazermos parte de um Estado Democrático de Direito.

Segundo o relatado pelo Sr. Silas, a Prefeitura de Campos tem um efetivo de dois mil e quinhentos e vinte e cinco guardas municipais no regime celetista, afastados de suas funções. Eles se encontram com suas carteiras de trabalho “em aberto” e ativos junto à Caixa Econômica Federal.

A meu ver, esses guardas municipais deveriam estar trabalhando efetivamente nas ruas até porque a necessidade é evidente . Porém, eles estão afastados, sem receber seus proventos e impedidos de prestarem atividades de outro gênero já que são servidores públicos.

Ainda segundo o Sr. Silas, essa situação irregular teve início, na época em que o Prefeito da cidade era o advogado Carlos Alberto Campista, que assinou as carteiras de trabalho com uma falha administrativa.

Fiquei ainda mais estarrecido quando ele nos noticiou que, em nosso município, trezentas pessoas estão exercendo a função de guarda municipal, tendo sido aprovados no concurso para auxiliar de vigilante. Dessa forma, não poderiam estar usando farda, mas estão e há aproximadamente dois anos, em um grotesco desvio de função, além de não recebem seus proventos como guardas municipais.

Essa questão reflete vários descumprimentos de ordem trabalhista e administrativa que, se provadas em Juízo, ensejarão resultados severos para o empregador: a Prefeitura de Campos.

Certo, ainda, que os ‘afastados’ que, em tese, estão na ativa e os auxiliares de vigilância em desvio de função estão sendo lesados em vários aspectos legais, o que demanda posição firme do Ministério do Trabalho e da Secretaria de Administração do nosso município.

Quantas famílias, sustentadas por essas pessoas (os guardas de direito e os de fato), estão sendo prejudicadas? Segundo Silas da Costa Monteiro, há guardas municipais acamados e outros, em situação precária já que possuem apenas tal fonte de renda.

Em um município – como o de Campos - onde o ‘milhão’ é figura fácil quando o assunto é show e folia, há dois mil, quinhentos e vinte e cinco cidadãos fora de seus devidos postos de trabalho sem que haja uma satisfação, ao menos plausível, do Poder Público ou uma ação contundente dos Órgãos fiscalizadores.

Ainda segundo o Sr. Silas, conforme circular nº 0438/2014, datada do dia sete de abril, o Comandante Geral interino da Guarda Municipal de Campos, Francisco José Pereira Melo, solicitou aos guardas “afastados” que, em todas as manifestações em busca de seus direitos, não usassem o fardamento da Guarda já que não estão sendo efetivamente considerados pelo Poder Público como tais.

Em um município em que o lugar onde a Guarda Municipal mais está não é na rua tampouco guardando um prédio público é, no mínimo, curioso.

Isso porque os guardas “afastados” - sem saberem por que assim estão - encontram-se em casa, fiscalizando o trânsito familiar e os que não estão aptos a exercerem a função assim o estão em uma irregularidade que nos causa repúdio.

Esperamos que, com o apoio da imprensa, possamos obter uma solução digna e compatível com a necessidade de se saber o que está verdadeiramente ocorrendo.
O desprezo por uma profissão tão nobre não pode ficar impune já que, todos os dias, o som do apito ecoa nos lares desses tão prejudicados chefes de família.

Cláudio Andrade.

João Vicente denuncia nepotismo na FCJOL e fala de uma "escala de cachê" na Procuradoria do Município


Após a polêmica gerada pelas denúncias do professor e ex-presidente da extinta Fundação Municipal Trianon, João Vicente Alvarenga - veiculadas na última semana - sobre possíveis irregularidades que estariam acontecendo na Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), novamente o assunto vem à tona e, desta vez, mais inflamado. Em entrevista ao programa "A Polêmica", que vai ao ar na próxima terça-feira (29 de abril), o professor questionou a contratação de bandas locais que seriam favorecidas pela presidente da FCJOL, Patrícia Cordeiro, e disse que ela não deve permanecer no governo por muito tempo.

João Vicente afirmou estar aborrecido e frustrado por ter sido exonerado da superintendência do Teatro Municipal Trianon há quatro meses. Quando perguntado pelo apresentador Cláudio Andrade sobre o motivo que o levou a denunciar essas possíveis irregularidades à imprensa, João Vicente disse que se sentiu boicotado por todo o executivo municipal quando era presidente da Fundação Municipal Trianon, cargo que exerceu por apenas cinco meses (de janeiro a maio de 2013).

“Em algumas ocasiões, eu mandava o orçamento de um show e a Procuradoria Municipal me respondia afirmando que estaria superfaturado, o que não é verdade. A partir disso eu percebi que o problema acontecia somente quando os artistas indicados por mim não eram os privilegiados da Fundação Cultural”, contou o professor.

De acordo com ele, algumas bandas locais teriam preferência na contratação e existiria uma “escala de cachê” na Procuradoria Municipal: certas bandas receberiam mais que outras pelo mesmo serviço. “Esses procedimentos que acontecem dentro da Fundação Cultural apondam esquema de favorecimento”, afirmou João Vicente. As bandas que seriam favorecidas teriam ligação pessoal com a presidente da FCJOL. O marido dela, Lucas Cebola, por exemplo, é músico de duas bandas favorecidas pelo esquema apontado por João Vicente.

Sobre um estúdio de gravação que teria sido montado com o intuito de ser “usado pela oligarquia dominante da democracia goytacá, nas próximas eleições” (Palavras de João Vicente Alvarenga), o professor disse não negar a possibilidade de ter sido investido dinheiro público municipal, embora não tenha provas sobre isso. Segundo João Vicente, o estúdio é particular e ele saberia quem é seu proprietário, mas preferiu não revelar, diante da possibilidade desse proprietário ser um “laranja”.

A respeito da omissão da prefeita Rosinha Garotinho perante às inúmeras denúncias à FCJOL, João Vicente afirmou que a prefeita e Patrícia Cordeiro mantêm uma relação de cumplicidade. “Qualquer secretário que receba 1% dessas críticas, já estaria na rua. Eu não entendo essa blindagem, isso é um mistério para mim”, disse. O professor também contou que foi feita uma reunião durante o feriadão com alguns secretários municipais e com o vereador Edson Batista. Durante reunião, teria sido sugerida a saída de Patrícia Cordeiro da presidência da FCJOL. “Quem me contou isso estava nessa reunião e é de minha confiança”, apontou João Vicente.

Já sobre os gastos anuais da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima com eventos (shows, apresentações teatrais, etc), João Vicente disse que o valor gira em torno de R$ 50 milhões.

“É importante deixar claro que evento não é a forma ideal de trabalhar a cultura dentro de um governo. Cultura é um conjunto de procedimentos e linguagens artísticas que tem o objetivo de levar uma mensagem e gerar prazer estético ao receptor. Cultura é um projeto pedagógico e não um gasto com Verão da Família ou com carnaval fora de época. É verdade que existe uma manifestação de massa em torno desses shows, mas a linguagem artística não é o foco. O interesse do poder público municipal é promover um aglomerado de pessoas, mas isso não significa ‘cultura’, no sentido estrito da palavra, já que não desperta ao público um aprendizado. O que acontece em Campos é um total desperdício de dinheiro público”, finalizou João Vicente.

Patrícia Cordeiro foi convidada para participar do "A Polêmica" para esclarecer as denúncias e prestar contas à população, no entanto a presidente da FCJOL se recusa a falar sobre o assunto.

Terceira Via.