Anuncie Aqui

sábado, 16 de fevereiro de 2008

DOMINGO NA RÁDIO CONTINENTAL.

Todos os Domingos eu estarei na Rádio Continental apresentando o programa O Direito de Saber Direito, sempre no horário de 11 as 13 horas. Na sintonia 1270 AM.

Não percam.

Postado por Cláudio Andrade\00 hora e 31 minutos.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

PERIGO NO SINAL DE TRÂNSITO.

Os trombadinhas estão chegando. Essa é uma trista constatação, afinal com o caótico trânsito campista, não vai demorar muito para que tenhamos notícias de roubos e furtos no sinal de trânsito.
Grande parte dos motoristas estão escurecendo os vidros de seus carros justamente para causar sensação maior de segurança. A Emut (Empresa Municipal de Transportes) não conseguiu ainda organizar nosso trânsito. As Vans e os transportes irregulares continuam dominando a cidade.
As saídas dos colégios na área da Avenida Pelinca, onde um contigente enorme de estudantes transitam diariamente é, um dos locais favoritos para ação de criminosos. Algumas escolas possuem segurança particular. E quanto a presença da Polícia Militar e da Guarda Municipal? Nem sinal.
Postado por Cláudio Andrade\00 hora e 17 minutos.

DÚVIDAS ELEITORAIS.

O cidadão A é vice-prefeito do município X, eleito em 2004. Seu filho B pretende ser candidato a prefeito do município X nas eleições de 2008, tendo o seu pai A como vice-prefeito. É possível?


Respostas para o blogueiro.

JOÃO ESTRELA


“Meu nome não é Johnny” é o filme brasileiro do momento. Assisti à produção e li o artigo publicado na Folha de São Paulo por João Guilherme Estrela; o cidadão representado de forma primorosa por Selton Melo, na adaptação feita para o cinema.
Para os que ainda não tiveram a oportunidade de apreciar a película, acredita-se tratar-se de mais um filme brasileiro regado a drogas e compromissado em demonstrar as mazelas do cárcere do Rio de Janeiro. Definitivamente não é!
Desde o início, nota-se a problemática que perdurará durante toda a história: o conflito entre a educação familiar e o mundo ‘cão’ das ruas e das amizades. Em uma das cenas do filme, João, ainda criança, solta fogos de artifício ou coisa parecida na sala. Na cozinha, os pais correm e a mãe aguarda do marido uma repreensão à altura do ato cometido. Entretanto, nada é feito e ambos, pai e filho, se abraçam comemorando o gol do Vasco da Gama.
Em minha opinião, trata-se de uma cena marcante. Daquele momento conclui-se que João irá crescer sem limites, quando a palavra não será ausência constante em sua formação ética e moral.
Cidadão de classe média, fez da vida uma ‘roleta russa’, chegando ao ponto de realizar festas regadas a drogas em sua própria casa, enquanto o seu pai agonizava, vítima de câncer, no segundo andar da residência.
O fato de o mesmo não ter enriquecido com o dinheiro do tráfico que realizava e nunca ter subido nos morros cariocas para negociar, não tira de si a horrenda culpa de ter curtido intensamente a vida às custas da dependência química alheia. Isso é fato e não há como negar.
A sua aparente recuperação foi alardeada pela juíza, que presidiu a instrução criminal, como prova de que vale a pena acreditar naquele que deseja se recuperar. Mas é preciso registrar que o caso de João Estrela é exceção. Os presídios e manicômios estaduais são ‘depósitos de lixo’ humanos. Não há qualquer chance aparente de recuperação. A parte do filme que demonstra a recuperação de João, apesar de baseada em fatos verídicos, é extremamente utópica.
Em seu artigo, João não coloca as drogas como mazela central de nosso País. Chega a ponto de dizer: “quem dera nossos maiores problemas fossem os ecstasys que a rapaziada toma nas festas”. No entanto, enxergo a realidade de muitos pais que perderam seus filhos que, uma vez viciados, ‘alimentaram’ a vida fácil desse que não é de forma alguma uma Estrela.
Postado por Cláudio Andrade\00 hora e 05 minutos.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

MORETTO OU QUITETE?

Continua indefinida a nomeação de Carmem Célia Moretto. Rumores dão conta que o motivo é a desistência de Quitete em se candidatar a uma cadeira de vereador. Ainda não se sabe o real motivo da desistência: Uns dizem que é financeiro, outros por falta de apoio do Prefeito e há quem diga que o pouco lastro de votos desanimou Quitete.
Importante ressaltar que a Secretaria de Saúde de Campos já fez dois Prefeitos e um Deputado Federal, logo é uma secretaria cobiçada.
Postado por Cláudio Andrade\00 hora e 53 minutos.

SERVIDORES MUNICIPAIS X SANTANDER.

Os agentes públicos da Prefeitura Municipal de Campos que não estejam interessados em manter conta-corrente no Banco Santander deverão aguardar o primeiro pagamento, ou seja o do mês de Fevereiro e se dirigir a agência. Nesse caso, irão requerer a alteração para conta salário o que deverá ser realizado de forma obrigatória pela instituição.
Postado por Cláudio Andrade\00 hora e 29 minutos.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

JOÃO ESTRELA COBRA CINCO MIL REAIS POR PALESTRA.

Desde Novembro ele já deu mais de cinquenta palestras. Particularmente acho um exagero tanta publicidade. João curtiu grande parte de sua vida as custas do vício alheio. Isso é fato e não há como negar. A sua recuparação aparente não o exime da responsabilidade de ter sido 'ponte' para a manutenção do vício de inúmeros jovens.
Postado por Cláudio Andrade\oo hora e 03 minutos.

CEBOLAS NO ELEVADOR.

Uma fonte de minha inteira confiança me narrou uma história interessante. Um político adorador de cebolas, passou uma situação extremamente desconfortável. Vindo de situação absoluta, ficou preso dentro de um elevador juntamente com outras pessoas. Desesperado, ligou para o Corpo de Bombeiros. Entretanto, dizem as más línguas, que o problema não era fobia e sim receio de estar em espaço tão ínfimo com algum credor. Desde quando ele era devoto de São Francisco sempre teve dificuldade de quitar seus compromissos.
Ainda bem que o primo de um ex-presidente não permitiu novas aventuras do adorador de cebolas.
Postado por Cláudio Andrade\23 horas e 40 minutos.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

JARDIM SÃO BENEDITO EM PÉSSIMO ESTADO DE CONSERVAÇÃO.

O Jardim São Benedito é um dos locais mais belos de nossa cidade. A Igreja é maravilhosa e um de nossos mais belos pontos turísticos. Em frente a Igreja se encontra o velho coreto, que recebe aqueles que desejam passar dias agradáveis com os seus filhos nos jardins.
Vale dizer que lá também se encontra a Academia Campista de Letras, reduto de poetas e de inúmeros escritores campistas.
Mesmo assim, o Jardim São Benedito se encontra abandonado. A iluminação é precária, vários pedientes aglomeram-se nos arredores e o mato cresce rapidamente, quebrando a beleza e transformando o Jardim em um local perigoso.
A Prefeitura Municipal de Campos poderia designar uma equipe da Secretaria de Limpeza Pública e da Guarda Municipal para o local. A comunidade que reside ao redor do Jardim é numerosa, paga tributos e merece um espaço apto a ser gozado.
Postado por Cláudio Andrade/ 16 horas e 33 minutos.