sábado, 2 de março de 2013

Centro de Referência: Prefeitura vai inaugurar mas NÃO convida parceiros importantes na concretização do projeto



Foto: Folha da Manhã


A Folha da Manha AQUI em sua versão on line que o segundo Polo do Centro de Referência da Dengue, o CRD II, que funcionará no Hospital Geral de Guarus (HGG), será entregue à população na segunda-feira (4), às 11h, pela Prefeita Rosinha Garotinho, junto com o secretário de Saúde, Geraldo Venâncio.

Segundo a matéria, a unidade vai receber pacientes encaminhados pela Emergência do HGG e de outras unidades da rede de assistência todos os dias da semana.

Vale ressaltar que a temática envolvendo a questão da Dengue em nosso município foi amplamente divulgada pelo Deputado Estadual Roberto Henriques (PSD/RJ). No dia 19 de Fevereiro do corrente ano o segundo vice-presidente da ALERJ enviou ofício à Secretaria de Saúde do Estado conforme podemos conferir AQUI, solicitando com veemência a necessidade de ações práticas e conjuntas entre Prefeitura de Campos e Governo do Estado e cobrando também urgência no atendimento do seu pedido.

Sobre a sua solicitação à Secretaria Estadual de Saúde o nobre Deputado comentou a época que só acreditava em ações colegiadas. As estanques, segundo ele, seriam incapazes de superar problemas como essa epidemia da dengue que hoje se encontra instalada em nosso município.

No dia 21 de Fevereiro a Secretaria de Saúde do Estado enviou e-mail ao parlamentar fluminense que pode ser conferido AQUI informando que várias medidas iriam ser tomadas inclusive uma reunião em Campos, mais precisamente no Hospital Geral de Guarus, para análise estrutural do local para a implantação do Centro de Hidratação.

Mesmo assim e diante da constatação de que o empenho do Deputado Roberto Henriques junto ao Governo do Estado foi de suma importância para o avanço das negociações que redundaram da instalação do Centro, a Prefeitura de Campos não reconheceu que seria de suma importância a participação de representantes do Governo do Estado e do deputado Roberto Henriques nos atos inauguratórios.

Ao ler a matéria da Folha, causou-me estranheza não vislumbrar nenhum convite feito  pela Prefeitura ao Governo do Estado, nem mesmo ao Deputado Roberto Henriques. O blog questionou o parlamentar sobre o tema e o mesmo foi categórico ao afirmar que, mais importante do que o convite, que não foi feito, é saber que a população de Campos será atendida e que muitas vidas serão tratadas com respeito e dignidade, disse Roberto Henriques.

Não aplaudam: foram 49 anos!



Jornal Terceira Via

A Câmara dos Deputados Federais aprovou o Projeto de Lei que põe fim aos 14º e 15º salários, conferidos aos parlamentares há quarenta e nove anos.

Quem acompanha a política nacional sabe que, na maioria das vezes, os debates na Câmara e no Senado terminam com aprovação de benefícios para seletos segmentos em detrimento dos interesses da coletividade.

O projeto que extinguiu o 14º e 15º salários também já foi aprovado pelo Senado Federal. A título de curiosidade: o Congresso gasta, aproximadamente, R$ 26 milhões com o pagamento dessas "benesses". Uma gritante diferença de direitos entre aqueles que votam (os eleitores) e os que são votados (os eleitos)!

Para sobreviver, o brasileiro comum cumpre uma série de ordenamentos que lhe confere mais obrigações do que direitos. Esses brasileiros laboram pensando no hoje, pois sabem que o amanhã é incerto. Alguns têm seus direitos trabalhistas ignorados por empregadores que lucram demasiadamente. Outros ainda trabalham na condição análoga à de escravo.

A reparação desse erro histórico (14º e 15º), em vigor desde os idos de 1964, precisa ser comemorada. Há, ainda, outros privilégios conferidos por lei aos políticos que precisam ser revistos em nome da razoabilidade a fim de se acabar com a ‘divindade’ conferida aos cargos eletivos.

A revogação de algumas benesses, concedida aos políticos, se faz urgente. Os eleitos deveriam provar ao povo e à sociedade que a distância entre eles é meramente de ordem institucional (em função do cargo).

Quanto mais discrepâncias arcaicas forem extintas, maior será o crédito moral do detentor do cargo para com o cidadão. O homem comum precisa ver aquele por ele eleito como um trabalhador/representante e não como um aproveitador de prerrogativas.

Henri Montherlant já dizia que a política é a arte de captar em proveito próprio a paixão dos outros. Essa frase cabe na atualidade e demonstra como o eleitor ainda é peça de engrenagem de um sistema que beneficia poucos.

A população brasileira, de tanto ser lesada por atos de corrupção, pode pensar que a ação conjunta entre deputados e senadores, que redundou na extinção desses salários adicionais, é um favor ao eleitor. Não mesmo!

É uma obrigação de ordem moral e ética pôr fim a qualquer regalia que fuja ao razoável.
Não estamos falando de todas as garantias inerentes aos cargos eletivos. Estamos nos reportando a ranços travestidos de garantias cujo nascedouro se encontra, por exemplo, nos anos de chumbo e precisam ser exterminados. O filósofo alemão Friedrich Nietzsche já dizia a célebre frase: "Um político divide os seres humanos em duas classes: instrumentos e inimigos".

Há necessidade de olharmos por detrás das cortinas. Afinal, os políticos podem ser os atores principais, mas somos nós - os coadjuvantes - que alimentamos, a cada dois anos, o status político desses homens públicos.

Sendo assim, só devemos aplaudir aqueles dignos de abrir a cortina...

Cláudio Andrade

sexta-feira, 1 de março de 2013

Show do "Rodriguinho": Arena Mix só poderá receber 900 pessoas.





A Arena Mix fará, amanhã, o show do “Rodriguinho”. O Corpo de Bombeiros, segundo informações, só liberou a entrada de 900 pessoas.

Esperamos que tudo seja cumprido conforme as determinações.

Espaço garantido aos organizadores para qualquer informação.

Blog do Cláudio Andrade comemora 05 anos





No ano de 2008 o Blog do Cláudio Andrade entrou no ar. Hoje, comemoramos cinco anos de existência e graças a Deus com a sensação do dever cumprido. Venho a público, na qualidade de gerenciador desse espaço eletrônico e em nome de todos os colaboradores agradecer o carinho de nossos leitores e a confiança dos anunciantes, pois sem vocês esse crescimento seria impossível.

Que Deus nos abençoe.

Cláudio Andrade

TCE noticia Mocaiber para a devolução de R$ 553.579.15 milhões




Do Portal do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ), aqui:

Ex-prefeito de Campos condenado a devolver R$ 553 mil aos cofres públicos

26/02/2013 – 18:06

O ex-prefeito de Campos dos Goytacazes Marcos Mocaiber Cardoso terá que devolver aos cofres públicos, com recursos próprios, o valor de R$ 553.579,15 (equivalente a 230.025,4073 Ufir-RJ), no prazo de 30 dias, a partir da notificação, conforme imputação de débito aprovada em sessão plenária do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), realizada nesta terça-feira (26/02).

Os conselheiros consideraram irregular a prestação de contas da aplicação dos recursos concedidos pela prefeitura à Associação Comunitária da baixada Campista, no exercício de 2007. Em sessão de 24/04/2012, o plenário decidiu pela citação do ex-prefeito de Campos. Ele não compareceu aos autos e o processo correu à revelia.

O plenário julgou as contas irregulares, acompanhando o voto do relator, conselheiro José Gomes Graciosa, pelas seguintes razões: não envio da prestação de contas à época devida; concessão de subvenção a entidade que não comprovou seu regular funcionamento e as atividades desenvolvidas, e omissão no pronunciamento e na aprovação das contas.

O TCE aponta, ainda, como irregularidades a contratação de empresas, pela entidade subvencionada, com o objetivo de gerenciamento de mão-de-obra para execução dos serviços subvencionados; prestação de serviços no valor global de R$ 235.482,39, correspondente a 45,90%, do valor da subvenção recebida, , realizados somente pela Lobos Santos Administração e Participação Ltda. e GN Martins, não sendo utilizado o devido instrumento legal para o pagamento das despesas realizadas, ou seja, realizado contrato por via transversa; despesas irregulares com consultoria e treinamento, conforme notas fiscais emitidas pela EVK Treinamentos e Consultoria Ltda.

De acordo com o voto, fica autorizada a cobrança executiva caso o débito não seja recolhido no prazo legal.

Fonte: "Blog Eu penso que" de Ricardo André e republicado também na Folha on line.

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Enquanto Garotinho bate em "Pezão", Rosinha negocia

"A prefeita Rosinha Garotinho, presidente da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro), foi recebida em audiência pelo vice-governador Luiz Fernando Pezão nesta quinta-feira (28), no Palácio Guanabara, no Rio de Janeiro. 

O encontro foi solicitado por ela para discutir ações integradas a respeito da sessão conjunta do Congresso Nacional marcada para a próxima terça-feira (05 de março) para avaliar o veto da Presidente Dilma Roussef ao projeto de lei que redistribui os royalties".

Fonte: Folha da Manhã
Obs: título da matéria de autoria do blog  

foto: Folha da Manhã



Engenheira é encontrada enforcada em Rio das Ostras




A engenheira química Angélica Mara, de 24 anos, que morava e trabalhava em Macaé, foi encontrada morta. Ela foi enforcada e teve o corpo encontrado junto a uma árvore na localidade de Cantagalo, em Rio das Ostras.

Angélica estava desaparecida há dois dias. A família fez uma campanha pelas redes sociais pedindo ajuda para encontrá-la. Um irmão a descreveu com uma moça "linda e de ótimo coração".

O corpo vai ser transladado para Natal, no Rio Grande do Norte, cidade natal de Angélica. A polícia civil em Macaé investiga o caso, mas até agora ninguém foi preso ainda.

Fonte NF 10

Rosinha nomeia novo Diretor Executivo da Secretaria de Governo




Portaria N° 565/2013

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, NO USO DE SUAS ATRIBUIÇÕES LEGAIS, RESOLVE, nomear, com base no Decreto nº 28/09 e 483/2012, José Carlos Ferrugem Couto Alves , para exercer na Secretaria Municipal de Governo , o cargo em comissão de Diretor Executivo , Símbolo DAS-03, com vigência a contar da data de publicação.


PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, 27 de fevereiro de 2013.
Rosinha Garotinho
- Prefeita-
Id: 1454436

WTC noticia curso de Licitações Públicas




Clique na imagem para ampliar

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Segunda Turma mantém pensão especial concedida pelo município de Porciúncula (RJ)




Uma lei aprovada em 1986 pelo município de Porciúncula (RJ), concedendo pensão no valor de 30% dos vencimentos à viúva de prefeito falecido da cidade, foi o tema enfrentado pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) no Recurso Extraordinário (RE) 405386.

O recurso questionava decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) que invalidou a lei e determinou o ressarcimento dos valores pelos vereadores que a aprovaram, pelo prefeito que a sancionou e pela viúva que recebeu a pensão.


Segundo a posição majoritária da Segunda Turma do STF, a aprovação da norma não necessariamente violou o princípio da moralidade, e os vereadores que aprovaram estão protegidos pelo princípio da imunidade.

Os ministros Eros Grau (aposentado), Teori Zavascki, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski deram provimento ao recurso, vencida a relatora do processo, ministra Ellen Gracie (aposentada), que conhecia em parte do recurso e negava-lhe provimento.

Fonte: STF

Testamento para Roseana


 Jornal Terceira Via

No início de março, o Senador José Sarney vai entrar em licença, por cento e vinte dias, para conclusão de um livro cujo título provisório é: "Testamento para Roseana".

Em uma análise prospectiva, penso que o ex-presidente do Senado pretende dar uma prova de amor a sua filha. Singelo isso. Mas não restam dúvidas de que Sarney possui muito a contar de sua longa carreira política que, para uns, já deveria ter sido encerrada.

Sem querer me imiscuir na subjetividade do ex-governador do Maranhão, mas entendo que já que existe tamanha disponibilidade temporal (o Senado deve estar um marasmo), por que não um resumo de seu legado para o povo brasileiro?

Sarney ocupou vários cargos de suma importância no cenário nacional, tendo sido, inclusive, o trigésimo primeiro Presidente da República, no período compreendido entre os anos de 1985 e 1990. Foi, ainda, governador do Maranhão de 1966 a 1971.

O nobre e experiente político poderia apresentar as vitórias que porventura repute como suas, bem como reconhecer seus erros enquanto gestor, redigindo-as. Explicar a tática eficaz, utilizada pelo PMDB, para se manter no poder sem ocupar (de fato) a Chefia do Executivo Federal seria um grande atrativo para confeccionar uma compilação ao povo brasileiro.

Poderia, também, o nobre imortal da Academia Brasileira de Letras esclarecer uma série de fatos negativos a si creditados no que concerne às disputas acirradas pelo poder no Maranhão.

Em minha opinião, um homem público como Sarney deveria deixar um legado escrito para o povo em vez de um livro que, provavelmente, limitar-se-á a assuntos meramente afetivos e de cunho familiar. O povo deixa de ganhar uma vez que somente sua filha se beneficiará do tempo vago no Senado.

Caso Sarney decidisse relatar, de forma pormenorizada, sua versão para tantos fatos controvertidos, quando seu nome foi citado, ora de forma positiva; ora negativa, o Brasil ficaria grato.

Poderia, ainda, o imortal apontar os motivos que o levaram a ser integrante, em 2007, da tropa de choque, que salvou o mandato de Renan Calheiros, Presidente do Senado, à época, e estrela principal do episódio mais indecoroso daquele ano, com amante nua na capa da Playboy, bois voadores e fazendas-fantasma.

Um documentário escrito de sua vida política e suas implicações, no cotidiano de milhares de brasileiros, surtiria efeitos consideráveis. Será que há coragem para tamanho aprofundamento na própria história nacional?

A cada dia, o Brasil avança no que diz respeito ao resgate moral e ético das Instituições. Por outro lado, alguns agentes públicos, exatamente por já terem ou ainda exercerem cargos públicos, precisam passar a vida a limpo, agradecendo ou desculpando-se por seus atos.

O maranhense natural da cidade de Pinheiros disse, em um de seus vários discursos, ao longo de sua carreira: "Não concordo quando se fala na imoralidade do Senado. O Senado é os que aqui estão. Reconheço que, ao longo da nossa vida, muitos se tornaram menos merecedores da admiração do país, mas não a instituição."

Realmente o Senado não pode ser maculado. Precisamos identificar, mesmo que isso nos custe muito, os nódulos individuais que insistem em contaminar uma casa legislativa de suma importância para prosseguimento institucional do país.

Com testamento ou legado, que Sarney possa passar a vida pública a limpo e provar ao país (eleitores ou não) que merece ser citado nas páginas de livros de História.

Aguardemos a licença de Sarney para quem sabe, ele mudar de ideia...

Cláudio Andrade

Academia Campista de Letras convida

Clique para ampliar.

Curso de Iniciação Teatral com inscrições abertas em SJB




O Palácio Cultural Carlos Martins, em São João da Barra, está com inscrições abertas para o curso de Iniciação Teatral até o dia cinco de março, das 9h às 17 horas, e será ministrado pelo ator Saullo Oliveira que ano passado venceu o Festival de Teatro no Trianon com a peça ‘Prometeu’. A idade mínima para participar é 11 anos e o curso é gratuito. Os interessados devem se inscrever apenas com nome e telefone de contato.

As aulas iniciarão no dia cinco de março, sempre as terças e quintas a partir das 20 horas e o foco principal está no processo de desinibição, interpretação, apreciação das artes cênicas e convenções gestuais. Junto ao também ator Eric Meirelles diversas oficinas serão desenvolvidas com as turmas: leitura variada, corpo em cena, história da arte, jogos teatrais, entre outras.

Para Bruno Costa, coordenador geral de Cultura, o teatro é um importante mecanismo para o desenvolvimento das relações sociais, além de oportunizar um processo de integração e autorreconhecimento. “Temos nas artes cênicas uma diretriz que daremos total apoio dentro da política cultural do município”, aponta. 

Fonte: Assecom da Prefeitura de SJB
Secretaria de Cultura

Advogados em Campos recebem e-mail com propaganda da Prefeitura




"Um fato incomum está incomodando advogados em nossa cidade, como pode se constatar em alguns relatos no Facebook ou em conversas que tive com alguns deles.
Há alguns dias, começaram a receber e-mails com propaganda das realizações da prefeitura de Campos.

Quando cursei Direito, uma das primeiras coisas que aprendi é que a OAB é uma entidade independente. Sabe-se que cada pessoa pode fazer campanha ou votar em quem bem entender. Mas misturar as estações desta forma é, no mínimo, esquisito.

O blog abre espaço para qualquer explicação por parte da atual gestão da OAB local".

Fonte: Sociedade Blog AQUI

Obs: Entrei em contato por telefone com o vice-presidente da OAB de Campos, o advogado Reynaldo Tavares e o mesmo informou que desconhece a questão. Mesmo assim, irá repassar os dados para o Presidente da 12ª subseção.

Vamos aguardar.  

Atualização às 12:56

 Prezado Neto Cordeiro.
 
Soube dos fatos denunciados em seu blog através do companheiro Dr. Claudio Andrade, no dia de hoje(27/02.
 
Na qulidade de vice presidente da nossa estimada e independente OAB 12ª Subseção posse garantir ao companheiro, que assim como diversos colegas, e nesse rol eu me incluo, NÃO RECEBI o mencionado email, mas não obstante, posso afiançar ao companheiro que em momento algum a 12ª subseção disponibilizou email's dos advogados nela inscritos e não autorizou a quem quer que seja, se assim ocorreu, a usar o nome de nossa entidade.

Já está sendo convocada uma reunião com funcionários para se seber e apurar se esses email's foi por algum funcionário disponibilizado sem o conhecimento e consentimento meu ou do presidente Dr. Carlos Fernando,e sendo comprovado, medidas administrativas serão aplicadas.
 
Peço ainda ao companheiro se possuir essa fonte que passou os email's dos companheiros advogados, que me informe.
estou a sua disposição e de quem precisar na nossa sede, TODOS os dias à partir das 16:30 será um prazer recebe-los para um café pois A CASA DOS ADVOGADOS é NOSSA.
 
Despeço-me com as mais cordiais saudações de estima e apreço.
 
Dr. Reynaldo Pessanha

Procurador da Câmara de Campos rebate acusações



A Procuradoria Geral de Justiça do Estado recebeu a notícia-crime (protocolada sob o nº 201200720865) apontando a existência de fraude em licitação na Câmara Municipal de Quissamã.

A denúncia, encaminhada pelo Tribunal de Justiça, pode desencadear uma investigação com o potencial de desvendar um esquema de apropriação de verbas públicas na cidade que tem a maior arrecadação per capta da zona produtora de petróleo da Bacia de Campos.

A fraude, segundo denúncia, é organizada por meio de processos licitatórios forjados com a participação de entidades e empresas, sob controle de um mesmo grupo de amigos, que simulam concorrência para se apropriar do orçamento de aproximadamente R$ 6 milhões do legislativo.

O responsável pela montagem seria o procurador-adjunto da Prefeitura de Carapebus, o advogado Luiz Felippe Kleim de Mattos, que também é membro da Junior Chamber Internacional e atua como patrono em ações judiciais de uma vereadora do município de Quissamã. Em apenas duas concorrências, o grupo conseguiu ganhar pelo menos duas cartas-convites, uma no valor de R$ 74.500 e outra de R$ 45 mil, totalizando R$ 119.500."

fichalimpacampos@gmail.com

O citado procurador-adjunto de Quissamã agora exerce o cargo  de Procurador Legislativo em Campos, na Câmara dos Vereadores.


Nomeação do advogado na Câmara de Campos dos Goytacazes

PORTARIA Nº 0089/2013

O Presidente da Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes, Estado do Rio de Janeiro, no uso de suas atribuições legais, R-E-S-O-L-V-E nomear Luis Felippe Ferreira Klem de Mattos, para exercer o cargo de provimento em comissão de Procurador Legislativo, da Câmara Municipal de Campos dos Goytacazes, Símbolo CC-E, a partir de 1º de janeiro de 2013.

Campos dos Goytacazes, 17 de janeiro de 2013.
EDSON BATISTA
-Presidente-




Nota de esclarecimento do Procurador Legislativo

"O preço da liberdade de expressão, requisito indisponível da democracia, é suportar e, eventualmente punir na forma da lei penal e civil, os abusos que irresponsavelmente maculam a honra daqueles que, embora não tenham praticado qualquer ato desabonador de sua conduta, sejam surpreendidos por ataques desleais apoiados em mentiras.

Hoje me deparei com uma notícia, ofensiva à minha honra. Fato mentiroso, falso, irresponsável e requentado. Em abril do ano passado (2012), as vésperas do período eleitoral, fui acusado de chefiar uma quadrilha. Passado mais de um ano, até hoje, nenhuma autoridade policial ou judiciária, sequer me indagou sobre qualquer fato, muito menos envolveu a mim ou qualquer advogado do meu escritório, em nenhuma ação ou investigação judicial.

Os jornalistas sérios (e aqui faço um reconhecimento público aos Ilmos. Srs. Alexandre Bastos/Folha da Manhã e Claudio Andrade/Blog) me indagaram sobre a acusação previamente, e receberam de mim a seguinte resposta:

"Se vou ser citado, gostaria de me pronunciar. Posso afirmar categoricamente que nunca participei ou influenciei qualquer procedimento licitatório perante o órgão citado. De outro giro, esta denuncia foi antecipada pelo Sr. Roberto Barbosa o qual, por atacar a honra de diversos clientes meus, é réu em várias ações por mim subscritas como advogado. Trata-se de uma tentativa de coação à minha honra, porém a profissão que escolhi não admite a covardia."

Esta resposta foi apresentada em abril do ano passado, de lá para cá nada mudou. Apenas acresço que sequer fui convidado a me defender de qualquer acusação, porém infelizmente alguns veículos de comunicação, especialmente alguns blogueiros menos familiarizados com as mais básicas noções de ética, tem se prestado a repercutir esta irresponsável acusação sem qualquer lastro ou documento, isto não é jornalismo.

Fico apenas na dúvida sobre quem está alimentando estas calúnias e quais os estímulos que motivam estes ataques inconseqüentes, irresponsáveis e levianos.

Por fim, confesso que fico magoado e moralmente vilipendiado por estas acusações levianas, mas mentiria se negasse a ponta de orgulho que sinto ao perceber que todo este esforço para me atingir é uma reação daqueles que se sentem atingidos pelo meu trabalho no direito público e eleitoral.

Este reconhecimento me motiva e, com esta motivação, redobrarei meus esforços para que aqueles que me feriram, percebam que me fizeram mais forte..."

Att.

Luis Felippe Ferreira Klem de Mattos
OAB/RJ 120.514

Obs: O jornalista Roberto Barbosa que foi citado pelo Procurador possui o Direito de Resposta assegurado pelo blog

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Lei Orgânica: Câmara de Campos vai realizar audiência pública



Será realizada uma Audiência Pública no dia 04 de abril, das 9 às 13 h e das 14 às 18 h. Poderão participar quaisquer interessados mediante inscrição obrigatória, através do e-mail novaleiorganica@camaracampos.rj.gov.br, onde as pessoas poderão também encaminhar sugestões. As reuniões da Comissão serão realizadas todas as segundas-feiras, a partir das 9 h, na sala de reuniões do Legislativo.

As informações são da Assecom da Câmara dos Vereadores de Campos

Auxiliadora quer publicidade na escala dos médicos de Campos




Com o objetivo de evitar falhas e práticas irregulares nas instituições municipais de saúde e assegurar a população o direito de saber quem está escalado para trabalhar no dia e horário especificados, a vereadora Auxiliadora Freitas (PHS) apresentará ainda esta semana na Câmara Municipal de Campos um projeto de lei tornando obrigatória a afixação nos hospitais, em local visível ao público, da escala de plantão com os nomes dos médicos, suas especialidades e carga horária. 

A medida exige ainda que à hora de entrada e saída dos profissionais seja especificada.

Fonte: Assecom da Câmara dos Vereadores de Campos

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Morre o ator Luiz Baccelli




Morreu nesta segunda-feira (25), em São Paulo, às 13h30, o ator e diretor teatral Luiz Baccelli, que recentemente atuou em "E a vida continua..." (2012). Segundo o produtor do filme, Oceano Vieira de Melo, Baccelli estava internado na UTI do Hospital São Camilo desde quinta-feira (21) quando teve uma parada cardíaca, decorrente de complicações renais que vinha enfrentando nos últimos meses. 

Recentemente, o ator descobriu que estava com um câncer no rim.

O velório será realizado a partir das 22h desta segunda-feira no cemitério do Araçá, na avenida Dr. Arnaldo. Seu corpo será cremado no cemitério da Vila Alpina, em Vila Prudente, às 15h30 de terça.

Nas últimas novelas da TV Globo das quais participou, Luiz interpretou o médico de Max (Lima Duarte) em "Araguaia", o personagem Darcy Queiroz em "A favorita", e Barat Mugdaliar em "Caminho das índias". Em 2012, fez uma pequena aparição em "Aquele beijo".

Fonte: G1.

Projeto em benefício dos idosos tramita na Câmara de SJB






Na sessão desta segunda-feira (25), da Câmara de São João da Barra, foi lido e encaminhado à análise das Comissões de Finanças e Orçamento e de Justiça e Redação, o projeto de lei nº 001/2013, do presidente da Casa, Aluízio Siqueira, com o objetivo de criar fonte de receita de dedução de Imposto de Renda na Lei nº 070/2007 (Fundo Municipal do Idoso).

A matéria, se for aprovada, permitirá que pessoas físicas e jurídicas interessadas em fazer doações ao Fundo Municipal do Idoso, possam utilizar essas doações como forma de dedução no Imposto de Renda.

A pauta da sessão contou com diversos outros pedidos. O vereador Alex Sandro Firme pediu a reforma do calçamento da rua João Francisco de Almeida (em frente a Ludy Doceria), no Centro.

O projeto prevê a substituição das pedras por piso adequado e construção de rede de drenagem, já que nos períodos chuvosos, é difícil caminhar pelo local. Já o parlamentar, Eziel Pedro da Silva, fez dois pedidos de construção: uma creche em Cajueiro e uma capela mortuária em Degredo.


Franquis Arêas teve aprovada uma indicação para a construção de casas populares no 5º Distrito. O edil, Elízio da Silva Rodrigues, solicitou o asfaltamento da ponte do Canal de São Bento até Palacete. “Esse é um trecho pequeno, de cerca de cinco quilômetros, mas que não foi agraciado na obra recente e, por ser uma estrada de terra vermelha, vem causando transtorno a quem trafega por ali”, comentou Elízio.


Quatro vereadores fizeram pedidos em prol de praças. Carlos Machado da Silva (Kaká) pediu a urbanização e a construção de uma praça no loteamento Jardim das Palmeiras (Atafona). Sônia Pereira solicitou a reforma da Praça do Meireles e asfaltamento das ruas ao redor.

Jonas Gomes de Oliveira indicou a desapropriação da área que fica ao lado do supermercado Nélio Filho, em Roças Velha, para que seja feito o sistema de drenagem e a construção de uma praça com quadra poliesportiva no local. Por fim, o edil Alex Firme solicitou a reforma da praça da CEHAB.

Fonte: Assecom da Câmara de SJB

CAPS, Garotinho e Globo: Nada a ver


Jornal Terceira Via on line

A Rede Globo de Televisão apresentou na última sexta-feira (22 de fevereiro) matéria acerca do CAPS III (Centro de Assistência Psicossocial, Romeo Casarsa) gerenciado pela Prefeitura desta cidade por meio de repasses de verbas federais.

Aludida matéria expôs uma série de problemas que vão da natureza obsoleta do tratamento dispensado ao pacientes às precárias condições em que eles se encontravam, sem contar a falta de estrutura básica, inclusive de água potável.

O Secretário de Saúde de Campos, Dr. Geraldo Venâncio, em entrevista concedida à emissora global, noticiou que desconhecia o quadro em que se encontra o CAPS e que hoje (dia 25) designaria um agente público de sua confiança para avaliar a questão.

Inevitável afirmar que a situação é séria o bastante para uma resposta tão simplória não obstante tratar-se de um nobre e respeitável secretário e ex-vereador.

Isso porque são pacientes cujas vidas têm uma mazela psíquica que, por si só, já demanda uma atenção especial. Pessoas que sofrem diretamente as deficiências estruturais nas quais o CAPS III se encontra. Uma resposta muito objetiva para um problema tão complexo!

Surpreendente, ainda, a alegação do aludido secretário no sentido de desconhecer os problemas do CAPS uma vez que tramita, junto à Segunda Vara Cível desta Comarca, Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Estadual. Ação essa distribuída sob o nº 0011726-12.2009.8.19.0014, onde a Prefeitura de nossa cidade figura como ré.

Em acordo celebrado, nos autos da referida ação, uma das obrigações conferidas ao citado ente federativo foi a de manter o CAPS III em condições dignas de higiene, salubridade e segurança.

No entanto, as cenas exibidas, na última sexta (em cadeia nacional) demonstram total incoerência entre o discurso público de uma saúde quase perfeita e o retrato nefasto do CAPS. Não há posição governamental que justifique tal situação que somente foi levada a conhecimento público em virtude de uma “denúncia anônima".

Um problema desse porte vir à tona somente por meio de uma reportagem televisiva nos traz amargura e uma séria dúvida: se não fosse a matéria exibida teríamos conhecimento da situação vivida pelos pacientes do CAPS? Muito provavelmente não. Não mesmo!

Como de costume, o deputado federal ( marido da Prefeita Rosinha) e ex-governador do Estado do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, saiu em defesa do governo municipal e noticiou, em seu blog, que a matéria versada sobre o CAPS III é uma retaliação da Rede Globo ao seu pronunciamento, no último dia 20, na Câmara dos Deputados Federais, onde ele ( líder do PR) discursou acerca da Medida Provisória 582.

Segundo Garotinho, a Emenda apresentada pelo Senador Francisco Dornelles (PP - RJ) e já aprovada, garantirá às empresas de comunicação o direito de pagarem suas folhas de pessoal em apenas 1% no lugar dos atuais 18% de contribuição trabalhista. Ainda em seu discurso na Câmara, o nobre parlamentar criticou o fato de essas emissoras de rádio e televisão serem concessões públicas e ainda assim, terem como maiores clientes os governos estaduais, municipais e federais.

Ora, não há qualquer ligação subjetiva entre os efeitos de se criticar uma questão de ordem jurídica (Medida Provisória) e a exposição de uma indignante questão de ordem pública, que é a Saúde (nesse caso, o verdadeiro caos em que se encontra o CAPS III).

Ademais, o nobre Deputado Garotinho jamais foi inimigo da “Vênus platinada”. Seu argumento no sentido de se tratar de uma retaliação não merece prosperar. É mais uma estratégia a fim de se confrontar com a emissora, líder de audiência em todo o território nacional. Esse embate confere ao astuto morador da Lapa, discurso, palanque e lógico, muito espaço na mídia que (diga-se de passagem) ele sabe utilizar com maestria!

Ter um espaço, no grupo de comunicação da Família Marinho, é um sonho de todo político. No caso do ex-prefeito de Campos, a estratégia é a de Davi contra Golias. Ele não deseja uma aproximação radical, pois isso afetaria outros segmentos que o apoiam e são contrários às Organizações Globo. Por outro lado, quer pressionar a mídia maior em doses homeopáticas.

Ora ele vence na Justiça; ora é citado em uma ação louvável. Sabe que o poderio da Globo é respeitado e é sabedor de que referida emissora não compraria briga direta com um político detentor de mandato para que ele não se valha do fenômeno da vitimização.

Garotinho é inteligente e joga bem nessa seara. Vai bater sempre, pois a Globo, assim como ele, são assuntos que geram diversas matérias e, político sem uma vitrine está fadado ao ostracismo.

Com relação ao CAPS III, esperamos uma ação enérgica do Poder Público de Campos e que os responsáveis sejam indicados, indiciados, denunciados e julgados.

Ou teremos que esperar a Globo para sabermos o fim desse triste episódio?

Cláudio Andrade

Alguns vencedores na noite do Oscar 2013

Daniel Day-Lewis ("Lincon")
Melhor Ator

Jennifer Lawrence ("O lado bom da vida")
Melhor Atriz

Canção Original: "Skyfall", 007-Adele (música e letra)

domingo, 24 de fevereiro de 2013

A enfermidade que não pode terminar



Jornal Terceira Via

Incontestável que a saúde é um dos bens mais preciosos na vida. Sem tal bem, o simples torna-se complexo e o fácil torna-se difícil de ser conquistado. Dependendo de qual enfermidade se é acometido, as limitações podem variar de um grau mínimo ao máximo.

O cotidiano sofre mudanças drásticas e a má notícia transforma a vida pessoal e familiar do enfermo em que pese alguns afirmarem que experimentar essa nova fase enseja uma linha de aproveitamento inusitada.

Muitos familiares já testemunharam um ente querido usando o estado de enfermidade a fim de obter mais carinho e atenção. Trata-se de um comportamento típico de pessoas que descobrem que a elas não seria dispensado um tratamento cuidadoso se não estivessem doentes e debilitadas.

O sentimento de carência chega a ser tão grande que a angústia pelo recebimento de um diagnóstico indesejável é suplantada pela absorção do carinho nunca antes presente. Por vezes, o doente chega à triste constatação que prefere ser um doente querido a um sadio carente.

O fim de um tratamento pode significar o término de uma atenção jamais experimentada. A continuidade do café servido na cama, dos beijos inesperados e da atenção integral estará ameaçada se a saúde for restabelecida.

Não se pode esquecer que a carência afetiva enseja o surgimento e a constância de doenças físicas. No entanto, esses enfermos, após o diagnóstico alarmante, conseguem estar de volta ao centro das atenções. Conseguem a façanha de resgatar a situação de ator principal do seio familiar.

A tristeza não pode dominar quando se enfrenta adversidades físicas ou mentais. Todas as dores terminam. Para muitos, a ação do tempo é infalível e por isso, diante de uma situação que revira nosso cotidiano em trezentos e sessenta graus, o melhor é se cuidar. Não se pode alimentar a situação em nome da preservação de um amor circunstancial. Um amor expressado ali, somente em virtude do momento, mas que jamais retratou a realidade.

Nenhum ser humano, em sã consciência, aproxima-se do espinheiro por causa dos espinhos nem mesmo do lodo porque se sujará.

Melhor seria se identificássemos as carências de nossos entes queridos antes que uma má noticia nos faça lembrar de que eles estão ao nosso lado; saudáveis e quase imperceptíveis. Todavia, clamando por um gesto de amor.

Cláudio Andrade

Raúl Castro é reeleito presidente de Cuba




O general Raúl Castro, de 81 anos, foi ratificado neste domingo (24) como presidente de Cuba para um segundo mandato de cinco anos. De acordo com a agência Reuters, Castro anunciou que deixará o poder em 2018.

"Devo esclarecer que, no meu caso, independente da data em que nossa constituição for atualizada, este deve ser meu último mandato", disse Raúl Castro, em pronunciamento depois da formação do novo parlamento. Segundo a imprensa oficial, isto vai de encontro com sua intenção de limitar os cargos políticos a um máximo de 10 anos.

A Assembleia Nacional (Parlamento unicameral) reelegeu Castro para a Presidência do Conselho de Estado, segundo um comunicado da agência estatal 'Prensa Latina'. Não houve surpresas em sua reeleição para a presidência do Conselho do Estado, embora tenha brincado com a possibilidade de sua renúncia na sexta-feira (22).

Raúl Castro se tornou presidente interino do país quando seu irmão, Fidel, ícone da RevoluçãoCubana, ficou doente em 2006. Em 2008, tornou-se presidente formalmente.

As informações são do G1.

As principais notícias de hoje pelo Brasil



- Globo: Crack e cocaína afastam do trabalho mais que álcool

- Folha: Chuva causa outra morte e afeta 1.500 famílias no litoral

- Estadão: FHC entra na campanha de Aécio para neutralizar Lula

- Zero Hora: Argentina – O cerco se fecha

- Veja: A blogueira que asusta a tirania

- Época: Não estresse

- IstoÉ: O Brasil descobre D. Pedro I

- CartaCapital: Investimento em câmara lenta. Por que?