quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Câmara aprova reajuste de ministros do STF, parlamentares e presidente


Comissão especial para acompanhar a situação do Porto do Açu apresenta relatório fina


O deputado estadual Roberto Henriques presidiu hoje, dia 17, na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), a sessão de encerramento dos trabalhos da Comissão Especial, presidida por ele, para Acompanhar a Real Situação dos Investimentos no Complexo Logístico Portuário do Açu e a Situação dos Trabalhadores e Colaboradores Envolvidos no Empreendimento. 

Na oportunidade, o deputado Luiz Paulo, relator da comissão, leu o texto final, que foi colocado em votação e aprovado. Também estiveram presentes a deputada Rosângela Gomes, vice-presidente da comissão, e Caio Cunha, especialista em relações institucionais da Prumo Logística, responsável pela construção do Porto do Açu.

A conclusão da comissão é que o super porto e o complexo industrial do Açu são importantes empreendimentos para o desenvolvimento econômico da região, do estado e do país. Ainda segundo a conclusão dos membros da comissão, o apoio dos governos estadual e federal para darem à região a infraestrutura necessária para que a população e o meio ambiente não sejam impactados, como ocorreu em outros municípios do estado que receberam grandes complexos industriais, é fundamental.

“A comissão entende ainda que cabe o poder público, também, concorrer, no que lhe compete, para a realização das providências necessárias ao apoio ao empreendimento, no que diz respeito à logística de transportes, energia, saneamento, urbanização, habitação, educação e capacitação profissional”, concluí o texto.

O relatório apresenta ainda recomendações às diferentes instâncias de governo, à capitania dos portos e à Prumo tais como: duplicação de estradas, construção de ferrovias; implantação Centros Vocacionais Tecnológicos para capacitação de jovens; construção de hospitais e ampliação de sistema de água e esgotamento sanitário, dentre outros.

A comissão foi criada em outubro de 2013, realizou diversas reuniões e duas audiências públicas em São João da Barra. Para Roberto Henriques, sua criação se fez necessária em virtude da crise ocorrida no empreendimento, que gerou insegurança na população da região.

“Conseguimos mobilizar a população e chamar atenção do governo para o problema, além de definir causas da crise e propor soluções. O saldo final da comissão foi muito positivo. Continuaremos fiscalizando e cobrando dos governos investimentos para a região Norte Fluminense. Não podemos deixar que aconteça com São João da Barra o que ocorreu com Itaguaí e Macaé”, frisou Roberto Henriques.

O deputado Luiz Paulo também julgou proveitoso e pertinente o trabalho realizado pela comissão. “Queremos que o Porto do Açu, superada a crise inicial, possa realmente ser um polo de desenvolvimento econômico e social, sem prejuízo ambiental. Muitas proposições foram feitas pela comissão para que isso possa ocorrer”, concluiu.

Assecom do Parlamentar 

Prefeitura de Campos libera pagamento de algumas empresas


clique para ampliar


Otimitek, HCS, Rabi, Serven e Carisma, RM Barreto Miranda e Mauri Empreendimentos.

Secretária cai, IPTU sobe e Edson não fecha as contas


A prefeita Rosinha não está conseguindo agradar aos munícipes nesse final de ano. Como se não bastassem às inúmeras dificuldades em quitar seus débitos junto às empreiteiras e prestadores de serviço, ela ainda foi personagem principal de duas notícias que não agradaram a população.

A primeira foi a exoneração de Marinéa Abude do cargo de secretária de Educação. No lugar dela, conforme portaria nº 1689, publicada no Diário Oficial de ontem (16/12) assume, de forma interina, o professor Frederico Rangel.

A saída de Marinéa foi comemorada por grande parte do corpo docente municipal por ser uma secretária de relacionamento difícil com a classe.

Além disso, Marinéa não conseguiu - ou não teve apoio de Rosinha -para melhorar o índice educacional de nosso município que hoje ocupa o penúltimo lugar no Ideb.

A nomeação de Frederico Rangel (mesmo que de forma interina) também não foi recebida de forma unânime. Trata-se de uma indicação da vereadora Auxiliadora Freitas que também chegou a ser cotada, mas o seu suplente na Câmara não agrada ao grupo político de Rosinha. Por isso a escolha por Frederico.

Agora é aguardar se Frederico terá autonomia para executar uma gestão de choque ou ficará apenas ‘esquentando lugar’ para um novo secretário em 2015.

Pelo visto, Rosinha não está preocupada com a sua imagem perante a sociedade. Sem pestanejar, enviou à Câmara dos Vereadores mensagem reajustando o IPTU em (31,7%) e a iluminação pública em (31,5%). Tudo isso com o ‘amém’ dos vereadores da Situação.

Trata-se de um reajuste que chega em péssima hora, principalmente diante da situação caótica por que passam milhares de chefes de família que ainda não receberam salários e estão tendo que pegar dinheiro emprestado a juros altos para poder quitar suas obrigações.

Enquanto isso, na prefeitura, o secretário Suledil Bernardino convocou os contadores Mônica e Neiva (Fazenda), Levi (Controle) e Marcos Hauaji (auditor) para juntos, com o representante da Câmara, decidirem sobre uma "taxa" que gerou um valor de R$ 100 mil à Câmara mas que, segundo entendimento dos contadores, pertence à Prefeitura.

O representante da Câmara alegou que teria que ‘fechar’, até a última terça feira (17/12), as contas da gestão de Edson Batista (referentes ao primeiro biênio) e que não havia mecanismos disponíveis para devolver o valor da taxa de imediato, caso ficasse entendido que seria de responsabilidade da Prefeitura.

Suledil então convocou Matheus (Procurador Geral) e Bruno (advogado da Procuradoria para assuntos do legislativo). Eles entenderam que a referida taxa não poderia ter gerado uma despesa para a Casa do Povo.

Até o fechamento dessa Coluna a questão ainda não tinha sido resolvida. Isso deixa o presidente Edson Batista de ‘mãos atadas’.

Pelo visto, teremos um final de ano de fortes emoções. Aqui, na Planície Goitacá, definitivamente, não há mar calmo. Qualquer marola é sempre um sinal de grandes maremotos.

Cláudio Andrade

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Investimentos no Açu serão debatidos na ALERJ


Acontecerá amanhã, dia 17, às 13h30, na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) uma reunião de conclusão dos trabalhos da Comissão Especial para Acompanhar a Real Situação dos Investimentos no Complexo Logístico Portuário do Açu e a Situação dos Trabalhadores e Colaboradores envolvidos no empreendimento.

Na ocasião, o deputado estadual Roberto Henriques, presidente da comissão, e demais parlamentares participantes apresentarão o relatório conclusivo sobre o tema.

Assecom do parlamentar

Rosinha cancela seminário pois Câmara ainda não aprovou o orçamento 2015


O seminário anual de secretários municipais de Campos que ocorreria no Trianon nos dias 19e 20 de Dezembro foi cancelado pela Prefeita Rosinha, sendo transferido para o mês de janeiro.

O motivo se deve ao fato de que não há como os secretários apresentarem as metas para 2015 se o orçamento das secretarias ainda não foi votado pela Câmara dos Vereadores.

Frederico Rangel é o novo secretário interino de educação de Campos



Conforme havíamos noticiado   AQUI   em detalhes Marinéia Abud não é mais a secretária de educação do município de Campos dos Goytacazes. No seu lugar, conforme publicação no Diário Oficial de hoje entra Frederico Rangel.


Portaria N°1689/2014
A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, no uso de suas atribuições legais, RESOLVE, designar interinamente e sem ônus para municipalidade,
com base na Lei nº 8344/13, Frederico Tavares Rangel , para exercer na Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes, o cargo em comissão de Secretário, Símbolo DAS-01, com vigência a contar da data de publicação.
PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES, 15 de dezembro de 2014.
Rosinha Garotinho
- Prefeita-

Id: 1775087

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Suledil quita alguns débitos com programas sociais

clique para ampliar

Assessoria do HGG explica situação de idosa com guarda sol no rosto


Estimado Cláudio,

A assessoria de comunicação da Fundação Municipal de Saúde pontua que o Hospital Geral de Guarus conta com um sistema de iluminação natural e em dias sol intenso o policarbonato que cobre os corredores amenizam o sol, mas não a claridade. A paciente encontrava-se neste local temporariamente enquanto aguardava a abertura de vaga em uma das enfermarias.

Atenciosamente,

assessoriadeimprensahfm@gmail.com

Situação surreal no HGG

Foto de Juliano Schebella

Adiantamento de colchão para a Fetranspor de R$ 1.417.167.70?


Bom dia Fábio Ribeiro.


Estava lendo o relatório de desembolso da Prefeitura de Campos do PERÍODO: 10/11/2014 - 09/12/2014 e observei um pagamento curioso.


No dia 10/11/2014 ocorreu um pagamento “adiantamento de colchão” para a Fetranspor no valor de R$ 1.417.167,70, referente ao mês de novembro.

Caro, secretário. O senhor, com a fé que lhe é peculiar, explicaria essa nomenclatura que gerou pagamento tão alto?

A saída de Marinéia, por Cláudio Andtade

domingo, 14 de dezembro de 2014

Geraldo Venâncio esclarece situação financeira de alguns projetos sociais


Prezado Cláudio,

Enquanto leitor atento do seu blog, devo informar que o RENDA MÍNIMA/ÁGUA SALGADA representa o chamado DEFESO que, como você deve saber ocorre nos meses de MARÇO, ABRIL e MAIO, não existindo portanto qualquer atraso.

O ALUGUEL SOCIAL(SOS Habitação) terá o mês de outubro pago na próxima quarta-feira
O RENDA MÍNIMA RISCO SOCIAL já efetuou o pagamento de setembro e estamos providenciando o pagamento de outubro e novembro.

Abs
Geraldo Venancio

sábado, 13 de dezembro de 2014

Taxa de cem mil pode ser obstáculo para aprovação das contas de Edson Batista


O secretário Suledil Bernardino convocou os contadores da fazenda (Mônica), da Prefeitura (Neiva), Levi contador do Controle e Marcos Hauaji, Auditor, para juntos com o contador da Câmara, decidirem sobre uma "taxa", que gerou um valor de 100.000 reais à Câmara, mas que segundo entendimento dos contadores do Controle, pertence à Prefeitura.

O contador da Câmara alegou que tem até terça feira (17/12) para "fechar" as contas da gestão de Edson Batista e que não teria como devolver esse dinheiro de imediato, caso ficasse entendido que seria de responsabilidade da Prefeitura.

Suledil então chamou Matheus (Procurador) que acompanhado de Bruno (advogado da Procuradoria para assuntos do legislativo). Os dois entenderam que essa taxa não poderia ter ido parar na Casa do Povo.

Pelo visto a situação está tensa.

Estaremos acompanhando o desfecho dessa questão

Secretária de Educação de Campos entrega o cargo


Ocorreu ontem, às 09h30minh da manhã, na Secretaria de Educação, uma reunião presidida pela Secretária, estando presentes todos os seus cargos de confiança, que foram convocados pela própria secretária, às pressas, onde esta comunicou que após inúmeras tentativas de "entregar o seu cargo" à prefeita, sem que esta "concordasse", a partir de hoje, ela estaria deixando a Secretaria e, deixou seus cargos de confiança "livres" para segui-la ou continuarem junto à prefeita! 

A subsecretária e a Diretora do Departamento de Supervisão Escolar resolveram seguir com a secretária e, "entregaram" seus cargos também!

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Rosinha no SPC?


Princípio básico nas relações comerciais é o pagamento justo pelo serviço prestado. Nas relações trabalhistas também, pois quem trabalha e cumpre as suas obrigações tem o direito de receber a remuneração justa e devidamente acordada mediante contrato, carteira de trabalho ou outra forma de admissão permitida pela legislação brasileira.

A Prefeitura de Campos dos Goytacazes, - segundo matérias jornalísticas de diversos jornais e blogs, notadamente o ‘Terceira Via’- encontra-se inadimplente com empresas prestadoras de serviços.

A direção da Empresa Angels, que presta serviço de vigilância nas escolas municipais, já convocou vários funcionários, concedendo-lhes o aviso prévio.

Isso porque devido à falta de repasse dos valores acordados com a prefeitura, não estão conseguindo honrar com seus compromissos trabalhistas.

Os funcionários da Angels estavam, até o fechamento desta Coluna, sem o salário de dezembro, décimo terceiro e vale-alimentação.

Na Empresa Nova Rio, a situação não é diferente. Os funcionários ainda não receberam o salário do mês, o que levou algumas pessoas ao desespero por estarem sem dinheiro, em alguns casos, até para comer.

Os Projetos Sociais do Governo Rosinha também estão passando por crise. O ‘Renda Mínima/risco social’ possui investimento aproximado de R$ 195.480.00 e não recebe repasse desde agosto; o ‘Renda Mínima/água salgada’ possui investimento aproximado de R$ 504.628.00 e não há repasse desde maio bem como o ‘SOS Habitação’, que possui repasse próximo de R$ 100.196.00 e não é pago desde setembro.

A Empresa Nutrindo, por meio da Cooperativa Norte Saúde, terceirizou serviços de enfermagem, mas segundo a advogada da empresa, cerca de R$ 300 mil, referentes ao pagamento dos técnicos, não foram repassados pela prefeitura.

Noticiou, ainda, que a Prefeitura de Campos possui uma dívida com a empresa no valor de R$ 7, 996 milhões.

As dívidas não param. A Administração Pública chefiada por Rosinha deve repasses também para a Nova Rio, Clear e Randstar, deixando funcionários à deriva.

Além disso, há inúmeros RPAs em aberto, o que torna a situação crítica para milhares de famílias campistas. O efeito desse inadimplemento por parte do poder público municipal já pode ser sentido no comércio local, gerando um efeito cascata negativo sem precedentes.

No Hospital Ferreira Machado, os funcionários estão fazendo a famosa ‘vaquinha” para comprar água, pois a Secretaria de Saúde está inerte. Isso coloca todos os agentes de saúde diante de uma situação surreal.

O vereador licenciado e atual secretário de administração, Fábio Ribeiro, negou pela rede social ‘facebook’ o caos e disse que não há demissões em massa.

Fábio citou que, na Biomed e Angels, os funcionários estão cumprindo aviso devido ao término dos contratos, que ocorrem neste mês e em janeiro, respectivamente.

No caso da Nova Rio, Fábio noticiou que a própria empresa teria demitido funcionários faltosos.

Pois é. A situação está caótica e a Prefeitura assiste a tudo de camarote.

Finalizo, parafraseando Carlos Drummond de Andrade: “e agora, José? E agora, Rosinha?

Cláudio Andrade

Suledil envia certidão de regularidade, mas não explica débitos com empreiteiras, terceirizados e afins

clique para ampliar

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

"Programa Cláudio Andrade" mostra o prejuízo dos agricultores de São Martinho



Rosinha proíbe pagamentos de qualquer espécie sem autorização do secretário interino de controle


Caros leitores o cancelamento dos empenhos e das Notas de Crédito, ocorreu em conformidade com o Decreto publicado no Diário do município de Campos dos Goytacazes no dia vinte e oito de outubro de 2014.

Esse decreto funciona como se fosse uma chave especial que tranca o sistema financeiro da Prefeitura. Devido a isso, os funcionários não têm acesso ao sistema financeiro (SIAFEM), desde a publicação desse decreto.

As senhas de acesso estão inoperantes e qualquer movimentação financeira tem que ocorrer dentro secretaria de controle. Lá, caros leitores, um funcionário, escolhido por Suledil, possui uma senha que libera o acesso das demais secretarias ao sistema.

Importante ressaltar que as secretarias perderam o direito de utilizarem todas as verbas sejam elas municipais estaduais e federais.

Caros amigos, nada mais é empenhado, pago, seja com o dinheiro "do Município", do estado ou do governo federal, sem prévia autorização do secretario interino de controle.

Novas audiências para apresentação da revisão do Plano Diretor‏ em SJB


A prefeitura de São João da Barra irá realizar mais duas audiências públicas para apresentação da revisão do Plano Diretor do Município. No dia 15 de dezembro, o encontro será realizado em Mato Escuro, a partir das 18h, no Salão localizado atrás do restaurante do Sr. Luís. Já no dia 16, será a vez do distrito de Barcelos receber a segunda audiência da semana, também às 18h, no prédio da Assistência Social, próximo à Praça Nossa Senhora da Conceição. A primeira audiência foi realizada no início do mês, no auditório da Prefeitura.

Durante as audiências, serão divulgadas as mudanças – com base em sugestões da população – em relação ao projeto original elaborado pelo arquiteto e urbanista Jaime Lerner. O Plano Diretor, de acordo com o secretário de Planejamento, Sidney Salgado, visa garantir um crescimento ordenado e sustentável, com a máxima qualidade de vida para a população. A revisão, segundo ele, segue em consonância ao crescimento populacional de São João da Barra, que já é uma realidade em decorrência da implantação do Porto do Açu.

“Existe a preocupação em evitar a favelização e a marginalização da sociedade. Mostramos o projeto inicial que passou pelo crivo da população, porém com novas sugestões. Esta é a nossa forma de trabalho, sempre consultando a população”, ressaltou Sidney.


Secretaria de Comunicação Social
Rua Barão de Barcelos, 88 - centro
Telefone: 22-2741-7878 Ramal: 205

Dr. Chicão não sabe dizer quanto secretaria deve à empresa Nutrindo


O secretário municipal de Saúde, Dr. Chicão, não soube precisar o valor que é devido à empresa Nutrindo que presta serviços de Home Care ao município. A proprietária da empresa, a médica S.E.N.F foi presa na noite de terça-feira (9) depois da suspensão dos serviços devido à paralisação dos técnicos de enfermagem.

O secretário revelou que ontem mesmo foi efetuado um pagamento para a empresa no valor de R$ 630 mil e que antes deste havia sido pago R$ 1,4 milhão no mês de setembro. O secretário, no entanto, não informou a que períodos de serviços prestados se referiam os pagamentos.

Perguntado se o pagamento de R$ 630 mil seria pequeno em relação à dívida alegada pela advogada da empresa, Cleideana de Paula, de R$ 7,99 milhões, o secretário informou: “Eu não posso precisar o valor porque essa dívida tem que ser auditada. Te dizer o número certinho eu não sei dizer. No ano de 2013 e 2014 nós já pagamos R$ 12 milhões”.

Dr. Chicão disse que não é possível precisar um valor específico e que isso depende de uma auditagem feita nas contas. “O contrato está vigente até que haja uma nova licitação. A Nutrindo é a empresa que foi a vencedora da última licitação”, afirmou.

Perguntado sobre o fato de a empresa reclamar por não receber pelos serviços há cerca de um ano e o porquê de a prefeitura não ter tomado iniciativas para que a situação não chegasse ao impasse, o secretário ponderou: “Olha só, eu acho que a iniciativa deveria ter sido da empresa, e não da prefeitura. Se ela está alegando que não recebe, deveria ter acionado os meios jurídicos. Não posso te falar se foram os enfermeiros por iniciativa própria ou a empresa que fez com que houvesse essa lacuna”.

Cerca de doze horas depois da prisão, os serviços na empresa foram retomados. Assim, foi arbitrada a fiança no valor de dez salários mínimos para que a empresária deixasse a cela da delegacia do Centro, onde passou a noite, por determinação do Ministério Público.

Terceira Via

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Confira a situação financeira de cada projeto social de Rosinha


Programas Sociais 2014


1
Renda Mínima/risco social
Valor mensal/média R$ 195.480.00
Situação: pago até agosto

2
Renda Mínima/água salgada
Valor mensal/média R$ 504.628.00
Situação: pago de março a maio

3
Renda Mínima/água doce
Valor mensal/média R$ 377.928.00
Situação: pago de novembro a fevereiro

4-
BCC/Peti
Valor mensal/média R$ 6.060.00
Situação: pago de setembro

5-
Cheque cidadão
Valor mensal/média R$ 4.364.700.00
Situação: pago de novembro

6-
SOS Habitação
Valor mensal/média R$ 100.196.00
Situação: pago de setembro

Projetos sociais sem repasse há três meses e Rosinha suspende ‘defeso’


A Prefeita Rosinha não paga há três meses o Renda Mínima, Risco Social, Defeso, PETI e SOS Habitação (auxílio conferido às famílias que possuem casas ‘tomadas’ por estarem em situação de risco.

Além disso, o ‘defeso’ de água doce que é pago de novembro a fevereiro, no valor de um salário mínimo para cada pescador, foi suspenso.

Só o cheque cidadão está em dia. 

O caos continua.

Empresária não recebe verba da prefeitura, deixa de ofertar serviço e é presa


A proprietária da empresa Nutrindo, de iniciais S.E.N.F, que presta serviço de “Home Care” a pacientes assistidos pela Prefeitura de Campos, foi presa na noite desta terça-feira (10 de dezembro), pelo Ministério Público Estadual. A prisão ocorreu depois que familiares de beneficiários denunciaram ao MP a suspensão do serviço a partir de hoje, devido à paralisação dos técnicos de enfermagem, que estão sem receber salários há quase três meses.

O serviço desses profissionais foram terceirizados pela Nutrindo por meio da Cooperativa Norte Saúde. A advogada da Nutrindo, Cleideana de Paula alega que os cerca de R$ 300 mil, referentes ao pagamento dos técnicos, não foram repassados pela prefeitura. Segundo ela, a dívida da prefeitura com a Nutrindo é de R$ 7,996 milhões.

Terceira Via

Dívidas de Rosinha com empresas leva caos ao município.


A Prefeitura de Campos, segundo fontes internas do governo e de vereadores da Situação está devendo há várias empresas.

O blog foi informado de que a Nova Rio, Angels, Clear e Randstar  são algumas que estão em débito com seus funcionários, pois a Prefeitura de Campos ainda não fez os repasses devidos.


Além disso, há inúmeros RPAs em aberto o que torna a situação crítica para milhares de famílias campistas. 

O efeito no comércio também já é sentido gerando um efeito cascata sem precedentes.

Estaremos a disposição de todos para qualquer publicação que ajude a reverter a situação.

Os agentes públicos também terão o contraditório disponível.

Cláudio Andrade 

Funcionários da Angels pedem socorro


A situação dos funcionários da Empresa Angels que presta serviço terceirizado de vigilância de creches e escolas para a Prefeitura de Campos dos Goytacazes é crítica.

Segundo informações recebidas pelo blog eles estão sem receber o salário de dezembro, 13º e vale alimentação. Além disso, oitocentos e cinqüenta pessoas aproximadamente já assinaram o aviso prévio.

A Prefeita Rosinha precisa prestar esclarecimentos urgente.


Solicito fotos recentes de Rosinha


Gostaria de pedir à secretaria de comunicação social da Prefeitura de Campos que envie para mim fotos novas da prefeita. Percebi que a Situação e alguns respeitosos debatedores não estão preocupados com os dados caóticos que apresentamos e sim com a aparência de Rosinha nas postagens.

Cláudio Andrade

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Marido de acamada noticia que home care parou pois enfermeiras estão sem receber


Minha esposa é acamada e atendida pela Nutrindo (firma que presta serviço de home care) as técnicas de enfermagem que trabalham nas casas dos doentes, estão sem receber a dois meses. Em muitas casas já não estão indo trabalhar. As famílias estão desesperadas.
Algumas foram hoje ao MP e outras irão amanhã. A empresa alega que a PMCG não está repassando os pagamentos de muitas faturas, com isto a empresa não tem como arcar com os salários de seus funcionários.

Por determinação da secretaria de saúde a empresa foi obrigada a reduzir o atendimento de 24 para 12h. Um verdadeiro absurdo e descaso com a saúde. Pacientes graves com traquiostomia, precisando ser aspirados e eles deixarem estes procedimentos para que os familiares façam, é no mínimo, caso de polícia. Isto merece uma matéria no jornal terceira via.

Tenta viabilizar para que o Sr. Dr. Chicão tome uma providência o mais rápido possível. Conto com sua colaboração e estou a seu inteiro dispor. dispor.

Rosinha compra R$ 2.882.155,50 em material didático e papelaria

CONTRATO N.º 349/2014
PROCESSO N.º 2013.103.000451-8-PR
PREGÃO n.º 055/2013
CONTRATADA: CONESUL PLUS COMERCIAL E LOGISTICA LTDA,
CNPJ nº 05.896.401/0001-95
OBJETO: Aquisição de material didático e papelaria para atender as unidades da Rede Municipal de Ensino e a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes.
VALOR GLOBAL: R$ 2.882.155,50 (dois milhões, oitocentos e oitenta e dois mil, cento e cinqüenta e cinco reais e cinqüenta centavos).
FORMA DE PAGAMENTO: Imediato.
PRAZO DE CONTRATO: imediato.
DATA DA ASSINATURA DO CONTRATO: 11/11/2014
Campos dos Goytacazes, 04 de dezembro de 2014.
Id: 1770892

Rosinha paga R$ 50 mil à cantora Joana enquanto funcionários da Nova Rio sem 13º

A foto é ilustrativa e retirada do google
Por favor, leiam a publicação, isso sim é importante

Publicação no Diário Oficial do dia 05/12/2014


Processo Administrativo nº 2014.019.000765-9
Objeto: Inexigibilidade de Licitação
Elementos Característicos: Contratação de profissional de qualquer setor artístico.
Partes: Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima e Baioque Produções Artísticas Ltda ME.
Referente: Contratação da cantora Joana para apresentação de show musical na praia de Farol de São Thomé.
Preço: 50.000,00
Data: 05/09/2014